This content is not available in your region

Novak Djokovic admite "erros humanos" em documentos

Access to the comments Comentários
De  euronews
euronews_icons_loading
Novak Djokovic admite "erros humanos" em documentos
Direitos de autor  Mark Baker/Copyright 2022 The Associated Press. All rights reserved

O tenista sérvio, Novak Djokovic, admitiu ter cometido "erros humanos" nos documentos para entrar na Austrália. Num comunicado nas redes sociais admitiu também ter dado uma entrevista a um meio de comunicação desportivo depois de ter feito um teste positivo à covid-19.

A estrela mundial do ténis chegou a Melbourne na última quarta-feira com isenção médica para ser vacinado por ter contraído a Covid-19 em dezembro, mas foi-lhe negado o visto e ficou num hotel.

Nesta segunda-feira a justiça da Austrália permitiu que entrasse no país, mas o tenista ainda está na corda bamba. O governo australiano continua a considerar um possível cancelamento de visto e posterior deportação.

As autoridades estão a investigar se o tenista mentiu ao entrar na Austrália quando garantiu que não tinha visitado nenhum outro país nas duas semanas anteriores. O ministro da Imigração do país, Alex Hawke, disse que precisa de mais tempo para decidir se vai deportar o tenista sérvio, depois dos seus advogados terem fornecido novos documentos.

Djokovic, fez o primeiro treino e espera defender o seu título no Open da Austrália a partir do dia 17. Se for deportado ficará impedido de entrar no país nos próximos três anos.