This content is not available in your region

Suécia reforça presença militar na ilha báltica de Gotland

Access to the comments Comentários
De  Maria Barradas  com AP, AFP
euronews_icons_loading
Suécia reforça presença militar na ilha báltica de Gotland
Direitos de autor  frame

Face à tensão crescente entre a Rússia e os países ocidentais, o governo sueco está a reforçar com tropas e arsenal militares a ilha de Gotland. Este sábado foram transportados veículos militares e diverso material para a ilha.

Gotland é a maior ilha sueca, estrategicamente localizada no Mar Báltico, onde está instalado um sistema de defesa antimíssil terra-ar atualizado.

Este movimento de tropas surge após as negociações infrutíferas entre a Rússia e o Ocidente para tentar desanuviar as tensões na fronteira entre a Rússia e a Ucrânia e a seguir ao ataque cibernético na Ucrânia.

Na Ucrânia não restam dúvidas sobre a origem do ataque: "Podemos seguir claramente a sua assinatura. São os especialistas russos que realizam estas ações. Tenho 99,9% de certeza", diz o secretário do conselho de segurança nacional e defesa do país, Oleksiy Danilov.

As tensões entre a Ucrânia e a Rússia têm escalado nos últimos meses, depois de Moscovo ter reunido cerca de 100.000 tropas perto da fronteira da Ucrânia, alimentando o receio de uma invasão.

Moscovo diz não ter planos para atacar e rejeita a exigência de Washington de retirar as suas forças, dizendo que tem o direito de as destacar para onde quiser no seu território.

Uma semana de conversações com o envolvimento dos Estados Unidos, da Nato, da OSCE não fez evoluir um milímetro a situação. A tensão permanece muito forte.