This content is not available in your region

Recuperação da Zona Euro mais lenta do que previsto

Access to the comments Comentários
De  Euronews
euronews_icons_loading
Recuperação da Zona Euro mais lenta do que previsto
Direitos de autor  Virginia Mayo/Associated Press

A inflação recorde de 5 por cento registada em dezembro preocupa os líderes europeus, que estimam agora uma recuperação mais lenta do que o previam no ano passado.

Reunidos em Bruxelas, os ministros da Economia e das Finanças da Zona Euro prometeram manter os estímulos orçamentais para a economia europeia e esperam que os preços comecem a descer progressivamente em 2022.

Pascal Donohoe, presidente do Eurogrupo:"Continuamos a esperar, à medida que o ano avança, que as pressões inflacionistas que se verificam neste momento comecem a diminuir. Esperamos que isso aconteça, quando vemos que as cadeias de abastecimento em algumas partes da nossa economia continuam a melhorar e também à medida que vemos que o maior nível de poupança que pressionou os preços ao longo do ano passado começa a reduzir à medida que avançamos ao longo do ano."

O presidente do Eurogrupo disse estar consciente dos "desafios" que a inflação "impõe" aos cidadãos e empresas, sobretudo no que está relacionado com o aumento dos preços das energias, e frisou que os ministros reunidos na capital belga vão tentar responder com "medidas adequadas" dentro da própria economia da Zona Euro.