Vacinação obrigatória entra em vigor na Áustria

Homem é vacinado em Viena, Áustria
Homem é vacinado em Viena, Áustria Direitos de autor ALEX HALADA/AFP or licensors
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Maiores de 18 anos arriscam multa pesada em caso de incumprimento. Na Rússia, regista-se novo aumento no número de casos, enquanto Dinamarca celebra fim das restrições

PUBLICIDADE

Entrou em vigor este sábado a vacinação obrigatória contra a Covid-19 na Áustria para todas as pessoas com mais de 18 anos. Quem não respeitar enfrentará uma multa pesada. Uma medida sem precedentes na União Europeia, decidida pelo governo apesar das críticas internas como resposta à rápida propagação da variante Ómicron no país.

Michael Hausmann, chefe de operações da Organização Samariterbund:"De momento, em Viena, estamos a vacinar em média 7000 pessoas por dia. Dez por cento são primeiras doses e 70 por cento são terceiras doses. Registámos um pequeno aumento, de cerca de 9 por cento, em comparação com a semana passada."

Na Finlândia, a neve e o frio não impediram um protesto contra as restrições sanitárias na capital, que provocou interrupções no tráfego rodoviário e terminou com meia centena de detenções, em frente ao Parlamento.

Este sábado, a Rússia registou 177.000 novos casos, um aumento de 9000 em relação aos identificados na sexta-feira. O país é, globalmente, o quarto com o maior número de mortos, 334.743, devido à Covid-19.

Valery Vechorko, médico do hospital Filatov de Moscovo:"Nas últimas 24 horas o nosso hospital admitiu 250 pacientes, o que é muito. Entre 80 e 85 por cento estão infetados com a variante Ómicron, os restantes com a Delta."

Na Dinamarca, o ambiente é completamente distinto, com o país a celebrar o primeiro fim-de-semana desde que as autoridades decidiram levantar a totalidade das restrições sanitárias.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Áustria anuncia suspensão da vacinação obrigatória

Rússia declara correspondente da BBC de “agente estrangeiro”

Como a ucraniana Valeriia, de 17 anos, escapou a um campo de reeducação russo