This content is not available in your region

António Costa visita Guiné-Bissau

Access to the comments Comentários
De  Nara Madeira  com LUSA
euronews_icons_loading
Primeiro-ministro português visita Guiné-Bissau
Primeiro-ministro português visita Guiné-Bissau   -   Direitos de autor  ANTÓNIO AMARAL/2022 LUSA - Agência de Notícias de Portugal, S.A.

O primeiro-ministro português esteve na Guiné-Bissau, onde se encontrou, e outras personalidades, com o presidente do país, Umaro Sissoco Embaló.

Durante a deslocação, António Costa afirmou estar convicto de que a cooperação com Bissau, será mais sólida e concreta nos próximos anos e lembrou o acordo estratégico de cooperação, assinado o ano passado, orçado em cerca de 60 milhões de euros. Costa anunciou ainda a doação de um navio para fazer a ligação entre o continente e o arquipélago das Bijagós e o envio de 30 especialistas portugueses para darem formação e treino às Forças Armadas guineenses.

Foram ainda dados passos, garantiu o chefe do executivo português, para a construção de uma escola portuguesa em Bissau e aflorados os problemas, em termos burocráticos, na concessão de vistos e que com o novo acordo de mobilidade, serão revistos.

Uma viagem na qual Costa quis prestar homenagem aos militares que morreram na guerra colonial.

De Bissau, António Costa seguiu para o aeroporto internacional Osvaldo Vieira de um partiu para Cabo Verde para uma visita oficial que arrancou já este domingo e que termina segunda-feira.

Já na Cidade da Praia o primeiro-ministro luso afirmou que há uma responsabilidade comum de transmitir a história às novas gerações e ajudá-las a reinventar a relação entre Portugal e os países que foram antigas colónias e que para isso é preciso empenho.

Editor de vídeo • Nara Madeira