This content is not available in your region

Guerra na Ucrânia não parou fluxo de importações de gás russo na Alemanha

Access to the comments Comentários
De  euronews
euronews_icons_loading
Guerra na Ucrânia não parou fluxo de importações de gás russo na Alemanha
Direitos de autor  Michael Sohn/Copyright 2022 The Associated Press. All rights reserved

Aproximadamente 10 mil ucranianos chegam à estação Central de Berlim todos os dias - fogem da guerra que está a destruir o seu país. São recebidos com ajuda e, em muitos casos, com uma nova casa na capital alemã. Mas, ao mesmo tempo, muitos criticam a Alemanha por continuar a comprar grandes quantidades de gás russo.

Maxim Gyrych é um dos muitos jovens ucranianos que estão a viver na capital alemã.

Há revolta sobre isto em muitos aspetos, porque é sabido que o material de guerra russo é financiado através do comércio de gás.
Maxim Gyrych
porta-voz da organização ucraniana Vitsche

Aproximadamente metade dos lares da Alemanha utilizam gás para o aquecimento e cerca de metade deste gás vem da Rússia. E, embora a importação de gás russo tenha vindo a diminuir ao longo de alguns anos, a guerra não parou o fluxo de forma significativa.

A revolta sobre o ataque da Rússia contra a Ucrânia está profundamente presente na Alemanha. Os escritórios de Berlim da Gazprom, a grande empresa de gás russa, foram vandalizados. O governo alemão juntamente com a UE, anunciaram grandes planos para se afastarem das importações russas de gás e petróleo. Mas, nalgumas opiniões, os planos estão a demorar tempo demais.

Para esta guerra, não é suficiente. Precisamos de medidas mais drásticas.
Maxim Gyrych
porta-voz da organização ucraniana Vitsche

Alguns líderes políticos alemães pronunciaram-se, exigindo uma paragem imediata das importações de gás.

O governo está a resistir, dizendo que seria uma ameaça à segurança energética da Alemanha.

Se parássemos agora mesmo as importações para a Alemanha, não seria tão dramático de imediato, porque estamos no fim do Inverno. Cerca de dois terços das necessidades de gás natural são no Inverno, porque é necessário para o aquecimento. Mas teríamos um problema com o gás natural no próximo Inverno, porque não poderíamos encher os nossos armazéns.
Tobias Federic
Energy Brainpool
Foram quebrados alguns tabus. Por exemplo, ninguém pensou que a Alemanha iria entregar armas diretamente à Ucrânia. Mas quando se trata de energia, os cuidados continuam. Pelo menos por agora.
Jona Källgren
Euronews, Berlim