This content is not available in your region

Irão reivindica ataque no Curdistão iraquiano

Access to the comments Comentários
De  euronews
euronews_icons_loading
Ataque com mísseis ocorreu perto do consuldado dos EUA
Ataque com mísseis ocorreu perto do consuldado dos EUA   -   Direitos de autor  euronews

A Guarda Revolucionária iraniana reivindicou a autoria dos ataques com mísseis que atingiram, no domingo, a cidade de Erbil, no Curdistão iraquiano.

De acordo com as autoridades locais, 12 mísseis balísticos atingiram o aeroporto da cidade e a área que circunda o consulado dos Estados Unidos da América sem causarem vítimas.

O exército ideológico da República Islâmica do Irão afirmou, num comunicado publicado na internet, que o bombardeamento é uma retaliação a um ataque perpetrado por Israel, na semana passada, na Síria, que matou dois iranianos.

O ataque marca o escalar das tensões entre Washington e Teerão. A Casa Branca condenou o ato afirmando ter sido um ataque injustificado a residências de civis.

O Governo do Iraque condenou o bombardeamento, considerando-o como uma clara "violação do direito e das normas internacionais" e exigiu uma explicação ao Governo iraniano.

Também França condenou "com a maior firmeza" a ação da Guarda Revolucionária do Irão.