CICV pede respeito de legislação humanitária internacional na Ucrânia

CICV pede respeito de legislação humanitária internacional na Ucrânia
Direitos de autor Kirill Kudryavtsev/AP
Direitos de autor Kirill Kudryavtsev/AP
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Peter Maurer lançou apelo em Moscovo em conferência com o chefe da diplomacia russa

PUBLICIDADE

As partes envolvidas no conflito na Ucrânia devem respeitar a legislação humanitária internacional no que diz respeito aos prisioneiros de guerra, feridos, civis e repatriação de corpos: o apelo foi lançado pelo presidente do Comité Internacional da Cruz Vermelha (CICV), Peter Maurer, depois de um encontro com o chefe da diplomacia russa em Moscovo.

Sergei Lavrov, chefe da diplomacia russa:"Estamos interessados em resolver problemas, que se estão a acumular na Ucrânia, para que obstáculos artificiais à evacuação de civis e fornecimento de assistência humanitária sejam removidos."

Maurer disse compreender que Kiev e Moscovo têm pontos de vista bastante diferentes, mas que é absolutamente necessário um acordo que permita o bom funcionamento de corredores humanitários.

Peter Maurer, presidente do Comité Internacional da Cruz Vermelha:"Sempre sublinhámos que não é possível pensar em acesso ou evacuação em Mariupol ou qualquer outro lugar, se não houver um acordo sólido e detalhado entre os militares no terreno."

Kiev tem recusado propostas de corredores humanitários que conduzam apenas ao território russo, enquanto Moscovo acusa o Exército ucraniano de usar civis como escudos humanos.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Rússia aborta lançamento do foguetão Angara-A5 a minutos da descolagem

Rússia e Cazaquistão vivem "piores cheias em décadas"

Centenas de russos protestam contra “inércia” das autoridades após inundações