Rússia proíbe a entrada no país a líderes europeus

Ursula von der Leyen (arquivo)
Ursula von der Leyen (arquivo) Direitos de autor Kenzo Tribouillard/AFP or licensors
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Moscovo respondeu às sanções com sanções e proibiu os principais líderes europeus, eurodeputados, políticos e jornalistas de entrarem na Rússia

PUBLICIDADE

A Rússia proibiu a entrada no seu território a diversos líderes da UE e à maioria dos eurodeputados.

É a resposta de Moscovo às sanções impostas por Bruxelas.

São visados, particularmente, segundo o ministério russo dos Negócios Estrangeiros, os principais dirigentes da União, incluindo vários comissários, chefes de organismos militares europeus e a grande maioria dos eurodeputados.

A medida aplica-se ainda a políticos de países membros da UE, bem como a figuras públicas e jornalistas que, diz a diplomacia russa, "apoiaram sanções ilegais contra a Rússia, incitaram a russofobia ou violaram os direitos e liberdades das populações de língua russa".

A diplomacia russa não publicou uma lista dos visados, mas disse que tinha informado a representação da UE em Moscovo sobre a medida.

Joe Biden e vários altos funcionários norte-americanos já estão impedidos de entrar na Rússia desde meados de março.

O ocidente, liderado pelos Estados Unidos e pela União Europeia, impôs pesadas sanções económicas à Rússia, visando o presidente Vladimir Putin, o seu governo e numerosos oligarcas.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

China volta a tentar mediar negociações de paz entre Rússia e Ucrânia

Mísseis Taurus em Kiev? Alemanha investiga informações intercetadas pela Rússia

Países Baixos assinam tratado de segurança com Kiev