This content is not available in your region

Bombardeamento em Odessa provoca oito mortes

Access to the comments Comentários
De  Bruno Sousa
euronews_icons_loading
Ataque em Odessa provoca oito mortes
Ataque em Odessa provoca oito mortes   -   Direitos de autor  AP / Max Pshybyshevsky

Pelo menos oito pessoas morreram na sequência de um bombardeamento na cidade de Odessa. O número foi avançado pelas autoridades ucranianas, que acusaram os russos de ter atacado edifícios residenciais. O Kremlin confirmou a autoria de ataques na região, mas sublinhou que tiveram como alvo uma base logística num aeroporto militar de Odessa .

Uma justificação que não convence a diplomacia ucraniana, Dmytro Kuleba reagiu no Twitter para dizer que os ataques na cidade tinham como alvo aterrorizar a população, acusando a Rússia de patrocinar o terrorismo.

Em Mariupol, um vídeo publicado pelo controverso Batalhão Azov mostra o interior da fábrica Azovstal, último reduto dos resistentes ucranianos na cidade, e onde se podiam ver várias mulheres e crianças.

Os bombardeamentos ao complexo fabril voltaram a aumentar de intensidade e a autarquia local acusa a Rússia de condicionar as tentativas para a retirada de civis.

Os resistentes da fábrica Azovstal não foram esquecidos em Kiev, onde Volodymyr Zelenskyy deu uma conferência de imprensa numa estação de metro e ameaçou dar por terminadas as negociações com a Rússia caso os defensores de Mariupol fossem mortos, ou caso Moscovo fosse avante com a realização de referendos nas zonas ocupadas.

O Presidente ucraniano disse ainda que a confiança entre as partes tinha caído por terra depois do Presidente russo ter afirmado que não iria atacar os resistentes apenas para dar início a um novo bombardeamento duas horas depois.

Zelenskyy revelou ainda que iria receber a Diplomacia e a Defesa dos Estados Unidos, Antony Blinken e Lloyd Austin, este domingo em Kiev.

As últimas imagens de satélite de Mariupol mostram novas escavações junto a um dos cemitérios da cidade, trincheiras com cerca de quarenta metros, que sugerem a criação de uma nova vala comum.

Com praticamente dois meses passados desde a invasão russa, a paz continua uma miragem na Ucrânia, que no entanto vai anunciando pequenas vitórias. O Ministério da Defesa ucraniano anunciou a morte de mais dois generais russos junto à cidade de Kherson.