This content is not available in your region

México indigna-se com a morte sucessiva de jovens mulheres

Access to the comments Comentários
De  Euronews
euronews_icons_loading
Fotografias de mulheres desaparecidas no México
Fotografias de mulheres desaparecidas no México   -   Direitos de autor  Eduardo Verdugo/Copyright 2022 The Associated Press. All rights reserved

No México, ao procurarem a jovem desaparecida, Debahni Escobar, as autoridades encontraram os corpos de outras 5 mulheres.

O país manifesta uma profunda indignação. Grupos feministas sairam às ruas na cidade de Monterrey para exigirem justiça pela morte da jovem Debahni Escobar, que desapareceu a 9 de Abril e foi encontrada na quinta-feira passada, num depósito de água de um motel.

Este caso levantou uma onda de críticas em relação às autoridades mexicanas. Os manifestantes e o pai da vítima, Mario Escobar, acusam a Procuradoria-Geral de Nuevo Leon de" não fazer bem o seu trabalho", porque,  apesar do que as autoridades descreveram como uma "busca massiva", Debahni foi encontrada pela população local, na mesma zona onde foi vista pela última vez.

Uma manifestante afirma: "É muito importante que os cidadãos tenham em mente que estamos a fazer tudo isto porque o estado falhou a uma família que agora está a sofrer e está a falhar a muitas mais famílias em Nuevo Leon, que neste momento não sabem onde estão as suas filhas, que não as conseguem encontrar, e isto só demonstra a inépcia do Ministério Público".

**As outras cinco mulheres encontradas mortas tinham sido dadas como desaparecidas na mesma altura que Debanhi. ** Quatro delas tinham 16 anos de idade ou menos.

Desde o início do ano, cerca de 1.600 mulheres foram dadas como desaparecidas no México. As autoridades dizem que 16 foram encontradas mortas e 829 estão ainda desaparecidas,

Os assassinatos de mulheres aumentaram nos últimos anos no México, passando de 977 casos em 2020 para 1.015 em 2021.

Nas redes sociais, as mensagens como esta sucedem-se: