This content is not available in your region

Bispo emérito de Hong Kong detido por suspeitas de conluio

Access to the comments Comentários
De  Euronews  com AP
euronews_icons_loading
Cardel Joseph Zen
Cardel Joseph Zen   -   Direitos de autor  AP Photo

Joseph Zen, bispo emérito de Hong Kong, de 90 anos, foi preso por suspeita de conluio com forças estrangeiras, atitude que, segundo as autoridades, coloca em perigo a segurança nacional da China.

Para além dele, mais três pessoas foram detidas. A cantora Denise Ho, a advogada Margaret Ng e o académico Hui Po-keung. A informação rapidamente começou a circular nas redes sociais.

As detenções relacionam-se com o papel destes intervenientes como administradores do Fundo de Auxílio Humanitário 612, uma organização que fornecia assistência jurídica a manifestantes pro-democratas.

Estas detenções acontecem após a eleição de John Lee, novo líder de Hong Kong, que concorreu sem oposição num processo controlado por Pequim.

O cardeal Joseph Zen, que estava na mira do governo chinês há muito pela sua posição contra as políticas de Pequim, foi entretanto libertado sob caução. Nos últimos anos, centenas de pessoas têm saído às ruas em Hong Kong para reinvindicarem os seus direitos e lutarem contra a repressão do governo.