This content is not available in your region

Volodymyr Zelenskyy critica "falta de unidade" do Ocidente em Davos

Access to the comments Comentários
De  Euronews
euronews_icons_loading
Volodymyr Zelenskyy, presidente da Ucrânia, no Fórum Económico Mundial, em Davos
Volodymyr Zelenskyy, presidente da Ucrânia, no Fórum Económico Mundial, em Davos   -   Direitos de autor  Markus Schreiber/Copyright 2020 The Associated Press. All rights reserved

Volodymyr Zelenskyy voltou a marcar presença em Davos. O presidente ucraniano surgiu em vídeo num pequeno-almoço organizado, esta quarta-feira, pelo país de origem para apontar o dedo a um Ocidente dividido.

Três meses e um dia após o início da guerra, o chefe de Estado lamentou a "falta de uma unidade" além do envio de armas, na hora de apoiar a Ucrânia contra a Rússia.

"O sexto pacote de sanções foi aplicado? Não. Porquê? [Porque] a Hungria não está contente. Há algo de errado com o petróleo. Eles vêem o mundo de uma forma diferente. É-lhes dito: As pessoas morrem na Ucrânia, as crianças morrem. São mortos como no Texas, onde o assassino tinha 18 anos. Há pessoas assim. Não me surpreende. Mas também no nosso país jovens soldados russos de 18 anos vieram e torturaram crianças pequenas", afirmou o presidente ucraniano, durante o seu discurso.

Zelenskyy aproveitou ainda a passagem pelo Fórum Económico Mundial para criticar a falta de consenso sobre a adesão da Suécia e da Finlândia à NATO, posta em causa pela Turquia