Xangai celebra fim do isolamento

Residentes celebraram com um brinde a "liberdade" da Covid-19
Residentes celebraram com um brinde a "liberdade" da Covid-19 Direitos de autor Ng Han Guan/AP
De  Euronews com Agências
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Covid-19 declarada como controlada na maior cidade da China

PUBLICIDADE

Depois de um dos mais restritos confinamentos de 2022, Xangai, a maior cidade da Chinapode voltar a respirar de alívio. Às zero horas desta quarta-feira foram levantadas as limitações à circulação por causa da Covid-19.

A população reuniu-se na zona histórica para marcar a reabertura da maior cidade da China.

"Vim para o rio Huangpu com a minha família para comemorar o levantamento do bloqueio à meia-noite. Talvez não volte a haver uma situação como esta. Espero que no futuro valorizemos a vida e não deixemos que a pandemia nos volte a afectar," afirmou Zhu Jie, residente na cidade.

Os 25 milhões de moradores em Xangai estão agora autorizados a sair do isolamento prolongado. A cidade registou apenas 29 novos casos de Covid-19 na segunda-feira. Em abril havia uma média de 20 mil novas infeções por dia.

Grécia prepara-se para um verão mais leve

Na Europa, a Grécia é o mais recente país a alterar as suas regras de combate à Covid-19. A partir desta quarta-feira, o uso de máscara será obrigatório apenas nos transportes públicos, hospitais, e instalações de cuidados para os idosos.

O governo grego aprovou o fim do uso de máscaras nos aviões. Uma decisão em linha com a União Europeia, mas que ainda não se alargou a todos os estados-membros.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

População da China diminui pelo segundo ano consecutivo

Sobreviventes enfrentam o frio após sismo que matou 131 pessoas na China

Sismo no noroeste da China faz mais de 100 mortos