Sismo no leste do Afeganistão faz pelo menos 1000 mortos

Equipas de emergência afegãs
Equipas de emergência afegãs Direitos de autor AFP PHOTO /Bakhtar News Agency
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Autoridades afegãs dizem que número de vítimas está ainda a ser avaliado e pode aumentar.

PUBLICIDADE

Pelo menos 1000 pessoas morreram no Afeganistão e cerca de 1500 ficaram feridas, esta quarta-feira, na sequência de um forte terramoto, segundo o balanço oficial mais recente. 

O balanço foi atualizado, ao início da tarde, por Mawlawi Sharafuddin Muslim, ministro-adjunto do Estado afegão com a pasta da Gestão de Desastres e Emergências no país, após as primeiras informações  darem conta de 250 mortes. 

O terramoto, de magnitude de 6,1 na escala de Richter, abalou a província de Paktika, no leste do país e, de acordo com a agência sismológica europeia (EMSC), foi sentido num raio de 500 quilómetros, com as ondas de choque a chegar à Índia e ao Paquistão.  

O número de vítimas mortais e de feridos continua a ser avaliado, podendo aumentar nas próximas horas.

Com receio de uma catástrofe humanitária, as autoridades apelam às organizações de ajuda humanitária para que enviem equipas para a região. A tarefa pode, no entanto, revelar-se complicada, devido à retirada das agências internacionais do país, ano passado, após a tomada de posse do governo talibã.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Turistas afegãos viajam pelo país

Sismo de 6,0 na escala de Richter no Irão faz pelo menos cinco mortos

Sismo: ONU diz que número de vítimas deverá aumentar