This content is not available in your region

Bulgária bloqueia entrada de Balcãs Ocidentais na União Europeia

Access to the comments Comentários
De  Luis Guita  & Euronews
euronews_icons_loading
Cimeira UE - Balcãs Ocidentais em Bruxelas
Cimeira UE - Balcãs Ocidentais em Bruxelas   -   Direitos de autor  Olivier Matthys/Associated Press

A cimeira de Bruxelas entre a União Europeia (UE) e os seis países dos Balcãs Ocidentais foi um fracasso

A Bulgária não levantou o veto à entrada da Macedónia do Norte na UE, o que também prejudica o caminho de acesso da Albânia ao bloco europeu.

Os líderes dos países dos Balcãs Ocidentais ficaram furiosos com a lentidão do processo e sugeriram, nas entrelinhas, que a Bulgária está apenas a agir como um representante de outros membros da UE.

O que aconteceu agora é um problema grave e um rude golpe para a UE. Estamos a desperdiçar tempo precioso que não temos à nossa disposição.
Dimitar Kovačevski
Primeiro-ministro da Macedónia do Norte

"O que aconteceu agora é um problema grave e um rude golpe para a UE. Estamos a desperdiçar tempo precioso que não temos à nossa disposição. Declaro agora que o meu país, a Macedónia do Norte, e a República da Albânia, mas também a região, não podem ficar presos a esta situação porque um único país simplesmente não consegue coordenar e desbloquear o caminho europeu para nós. Não devemos permitir que questões bilaterais se tornem um problema multilateral," afirmou o primeiro-ministro da Macedónia do Norte, Dimitar Kovačevski.

O primeiro-ministro albanês considera que a UE perdeu uma grande oportunidade para estabilizar o Sudeste da Europa.

"A agressão russa à Ucrânia está a receber ajuda extra generosa e não solicitada de um país da NATO, a Bulgária, para desestabilizar outro país da NATO a Macedónia do Norte," declarou o primeiro-ministro da Albânia, Edi Rama.

Nenhum dos países dos Balcãs boicotou a reunião final, mas vários chefes de governo mostraram o seu descontentamento à chegada e foram notórias as frustrações dos seis países do sudeste do continente que clamam há anos pela adesão à União.