EventsEventosPodcasts
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

"Bosão de Higgs" foi encontrado há 10 anos

Centro Europeu de Pesquisa Nuclear
Centro Europeu de Pesquisa Nuclear Direitos de autor Martial Trezzini/AP
Direitos de autor Martial Trezzini/AP
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Partícula subatómica ajuda a explicar a origem da massa e do Universo

PUBLICIDADE

Em 2012, a descoberta de uma partícula subatómica desconhecida encheu as capas dos jornais. Nesse ano, no dia 4 de julho, em Genebra, o Centro Europeu de Pesquisa Nuclear (CERN) revelou que tinha encontrado o lendário "Bosão de Higgs". A existência desta partícula tinha sido defendida pelo físico britânico Peter Higgs em 1964. Era procurada há muito tempo pelos cientistas, e considerada vital para a formação do Universo, há quase 14 mil milhões de anos. 

Para assinalar os dez anos desse dia histórico, o CERN vai reiniciar um dos principais responsáveis pelo feito, a máquina que estuda as origens da matéria. Depois de uma paragem de três anos para manutenção, que foi atrasada por causa da COVID-19, o Grande Colisor de Hadrões vai voltar a funcionar com um nível de energia sem precedentes. Numa área localizada a cem metros de profundidade, as partículas vão colidir à velocidade da luz. 

Ao estudar as partículas infinitamente pequenas, os físicos querem compreender o infinitamente grande e ter a oportunidade de preencher algumas lacunas na nossa compreensão sobre a origem do Universo.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Plank, Higgs e a Teoria do Big Bang

Depois do Bosão de Higgs, CERN pode virar-se para a matéria negra

Investigadores pedem mais investimento na ciência aos candidatos às eleições