Japão em choque com morte de Shinzo Abe

Homenagens a  Shinzo Abe
Homenagens a Shinzo Abe Direitos de autor Hiro Komae/Copyright 2022 The Associated Press. All rights reserved
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button

Ex-militar detido depois do ataque já confessou o crime

PUBLICIDADE

O Japão está em choque com assassinato de Shinzo Abe. O antigo primeiro-ministro foi assassinado, esta sexta-feira, durante um comício eleitoral para as eleições parlamentares de 10 de julho, na cidade de Nara. Abe tinha 67 anos. Discursava numa ação de campanha de um candidato do Partido Liberal Democrático, quando foi alvejado pelas costas. O ataque aconteceu por volta das 11h30 da manhã. A televisão pública japonesa NHK mostrou o momento do discurso que foi interrompido por tiros e vários homens a lutarem com o suspeito, Tetsuya Yamagami, um antigo militar de 41 anos.

Os investigadores do caso revelaram esta tarde que depois da sua detenção, Yamagami disse que “guardava rancor contra um grupo específico, e que realizou este ato contra o antigo primeiro-ministro porque acreditava que ele estava ligado a esse grupo”

Depois do ataque, Shinzo Abe foi levado para o Hospital Universitário de Nara. Os médicos explicaram que sofreu danos graves no coração e duas feridas no pescoço que danificaram uma artéria. Não recuperou os sinais vitais.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Ministro japonês da economia demite-se

Partido de Shinzo Abe sai reforçado nas eleições parlamentares

Croata bate recorde mundial de mergulho em apneia no gelo