EventsEventosPodcasts
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

Grand Slam de Judo da Hungria: o regresso de Teddy Riner

Em +100kg, o torneio ficou  marcado pelo regresso da super-estrela do judo, Teddy Riner.
Em +100kg, o torneio ficou marcado pelo regresso da super-estrela do judo, Teddy Riner. Direitos de autor International Judo Federation
Direitos de autor International Judo Federation
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Na sexta-feira, primeiro dia da prova, a portuguesa Telma Monteiro, alcançou a quinta posição ao perder por ippon com a israelita Timna Nelson Lev.

PUBLICIDADE

Terceira e última jornada do Grand Slam de Judo da Hungria, que terminou este domingo em Budapeste. O dia começou com a nomeação do ex-presidente da Hungria, Pal Schmitt, como embaixador da Federação Internacional de Judo (FIJ). Pal Schmitt condecorou também o presidente da União Europeia de Judo, Lazlo Toth, com um prémio honorífico da federação.

Na competição, a estrela japonesa Sanshiro Murao destacou-se exibindo um judo rápido e explosivo. Na final de -90kg o judoca venceu o italiano Christian Parlati.

A vice-presidente de publicidade da CNN, Corinna Keller, apresentou as medalhas da categoria.

Tendo subido de categoria, para os -78kg, a italiana Alice Bellandi causou sensação, derrotando a campeã olímpica Shori Hamada e, já na final, a número três do mundo Inbar Lanir, de Israel.

A judoca foi premiada pelo membro da Comissão Executiva da FIJ e presidente do Instituto Kodokan, Haruki Uemura.

Fiquei nervosa no início, mas depois pensei que não tinha nada a perder, só tinha que lutar, ter confiança, e pensar no meu trabalho - e deu resultado.
Alice Bellandi

Em -100kg, o nipónico Kentaro IIda esteve na sua melhor forma durante todo o dia, exibindo um excelente trabalho de pés frente ao campeão do Mundo Nikoloz Sherazadishvili.

Na final contra o veterano georgiano Varlam Liparteliani o Uchi-mata foi rei mas o japonês conseguiu marcar um Waza-ari decisivo e sagrar-se vencedor.

O atleta foi premiado pelo presidente da Associação de Comités Olímpicos Nacionais de África (ANOCA), Mustapha Berraf.

Nos +78kg, a japonesa Wakaba Tomita avançou sem problemas até à final, onde derrotou uma das judocas mais galardoadas de todos os tempos, a cubana Idalys Ortiz.

As medalhas foram apresentadas pelo vice-presidente da FIJ, Carlos Zegarra.

Em +100kg, o torneio ficou marcado pelo regresso da super-estrela do judo, Teddy Riner. O campeão mundial por dez vezes, bi-campeão olímpico e quatro vezes medalhista olímpico nos singulares, que também é o atual campeão olímpico em equipas mistas, deu os seus primeiros passos para conquistar uma terceira medalha de ouro em Paris 2024.

O diretor financeiro da Federação Internacional de Judo, Naser Al Tamimi, apresentou as medalhas da categoria.

Hoje foi o dia do meu regresso, um ano após os Jogos Olímpicos. É difícil, depois de muitos anos de carreira, regressar a um Grand Slam. É um grande dia para mim, agora sei qual é a minha posição a nível internacional.
Teddy Riner

Quanto à equipa da casa, o jovem Zsombor Veg, que competiu em -100kg, destacou-se conquistando a sua primeira medalha num Grand Slam, no combate pelo bronze frente ao dinamarquês Mathias Madsen.

Um final feliz para mais um grande torneio de judo na Hungria.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Mundiais de Tashkent: Irmãos Abe do Japão reinam supremos e Joana Diogo cai

Pesos pesados dominam em Abu Dhabi

Pinot, Wagner e Tajima conquistam títulos mundiais