EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

Onda de calor agrava fogos e obriga à deslocação de milhares de pessoas em França

Bombeiros e aviões canadair tentam travar as chamas no sudoeste de França
Bombeiros e aviões canadair tentam travar as chamas no sudoeste de França Direitos de autor AP/AP
Direitos de autor AP/AP
De  euronews
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Incêndios já consumiram quase 4 mil hectares. Cinco acampamentos foram evacuados.

PUBLICIDADE

Bombeiros e aviões canadair não têm descanso no sudoeste de França. Concentram todos os esforços e litros e litros de água para travar os incêndios que têm vindo a devastar o departamento da Gironda desde terça-feira.Já arderam, aproximadamente, 3.700 hectares.

Na Baía de Arcachon, perto da famosa Duna do Pilat, foram destacados mil bombeiros no terreno para combater dois fogos com características diferentes.

"o primeiro (fogo) está localizado numa zona de dunas, com vários acampamentos e bastantes pontos sensíveis a defender e com muitas dificuldades em chegar ao interior. E do outro lado, temos outro incêndio que se espalha em pinheiros com mais de 20 anos, não existem falhas na cobertura vegetal, por isso o fogo alimenta-se e contiua a galopar.
Marc Vermeulen
Diretor - Departamento de bombeiros SDIS33

Entre residentes e turistas, aproximadamente, 6500 pessoas foram deslocadas. Cinco acampamentos foram evacuados de emergência. As pessoas passaram a noite num centro de exposições nas proximidades.

Os bombeiros combatem as chamas, mas as temperaturas não ajudam, a onda de calor é sinónimo de propagação de incêndios. A situação é problemática em França, mas vários países do sul da Europa também estão a arder.

Em Portugal, Espanha, ou mesmo na Croácia, os incêndios estão por todo o lado e muitos ainda estão fora de controlo. 

Portugal está em situação de contingência até domingo.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Quais são as regiões do mundo mais vulneráveis às ondas de calor?

Inêndios lavram na Europa

Sindicatos querem que UE estipule uma temperatura máxima para se trabalhar