This content is not available in your region

GP de Zagreb: ouro duplo para Países Baixos e Jorge Fonseca afastado

Access to the comments Comentários
De  Euronews
euronews_icons_loading
Jorge Fonseca foi afastado no primeiro combate dos -100 kg frente ao polaco Piotr Kuczera.
Jorge Fonseca foi afastado no primeiro combate dos -100 kg frente ao polaco Piotr Kuczera.   -   Direitos de autor  LUSA

Última jornada do Grande Prémio de Zagreb, na Croácia, dia da competição dos pesos pesados, em que os judocas europeus estiveram em destaque.

Ouro duplo para os campeões dos Países Baixos

O neerlandês medalhista mundial e atual campeão europeu Michael Korrel reinou nos -100kg, derrotando, a caminho da final, adversários de topo, incluindo o atual campeão mundial de Espanha, Nikoloz Sherazadishvili.

Na final esperava-o o explosivo Ilia Sulamanidze, da Geórgia, com quem perdera no encontro anterior entre os dois, mas Korrel não cometeu o mesmo erro duas vezes. Um jogo de pés extremamente rápido garantiu-lhe o waza-ari da vitória.

O judoca foi agraciado por Skander Hachicha, diretor Desportivo da Federação Internacional de Judo (FIJ).

Reconhecer a valia do adversário é muito importante para vencer, bem como a determinação e a capacidade de deteção de situações de perigo. O ataque do Ilia apanhou-me de surpresa em Tel Aviv, e hoje não lhe dei a chance de repeti-lo. Depois da meia-final, tirei partido da oportunidade para terminar da melhor maneira.
Michael Korrel

Na final de +100kg, o neerlandês atual campeão Europeu Jur Spijkers venceu Odkhuu Tsetsentsengel, da Mongólia, conquistando a segunda medalha de ouro dos Países Baixos no torneio.

O membro do Comité Executivo da FIJ e membro do Comité Olímpico Internacional Yasuhiro Yamashita condecorou os judocas.

A 26ª medalha de Beka Gviniashvili

Na final de -90kg, o georgiano Beka Gviniashvili derrotou o brasileiro Rafael Macedo, marcando dois waza-ari, seguidos do derradeiro ippon.

A potência georgiana somou a 26ª medalha ao seu palmarés no circuito mundial, um feito incrível.

O Vice-Presidente da Federação Internacional de Judo (FIJ) e Presidente da União Europeia de Judo, Laszlo Toth, apresentou as medalhas.

As restantes categorias em prova

Em -78kg, a britânica Natalie Powell prevaleceu sobre a número três do mundo Inbar Lanir, de Israel, apostando em técnicas ne-waza e um forte golpe de estrangulamento no tapete.

Com aparições regulares no pódio, Natalie Powell é uma referência na categoria e ficou encantada por conquistar a sua primeira medalha de ouro em mais de dois anos.

A judoca foi condecorada por Sanda Čorak, Diretora de Educação da FIJ.

Foi um dia muito especial, porque é a minha última competição com o meu treinador, com quem trabalhei nos últimos 8 anos. Foi bom terminar com uma medalha de ouro com o Darren Warner ao meu lado.
Natalie Powell

Em +78kg, a judoca Raz Hershko, de Israel, conquistou uma vitória tática sobre a sérvia Milica Žabić.

As medalhas foram apresentadas por Armen Bagdasarov, diretor de Arbitragem da FIJ.

A equipa da casa esteve também em destaque, tendo produzido alguns dos melhores ippons do dia. 

O balanço da seleção portuguesa em Zagreb

Jorge Fonseca, bicampeão mundial e líder do ranking internacional, foi eliminado este domingo no primeiro combate na categoria de -100 kg frente ao polaco Piotr Kuczera. O português perdeu por waza-ari, ao fim de quase 5 minutos de luta.

O português João Fernando teve o melhor desempenho na prova de Zagreb, tendo conquistado, no sábado, a medalha de bronze em -81kg. O judoca derrotou o marroquino Achraf Moutii, por ippon. Este foi o melhor resultado de sempre da sua carreira.

Catarina Costa, Francisco Mendes e Rodrigo Lopes foram eliminados na jornada inaugural de sexta-feira.

A tabela de medalhas

A última jornada colocou os Países Baixos no topo da tabela, seguidos do Japão. Ambos somam duas medalhas de ouro e duas de bronze. O Canadá terminou em terceiro, também com duas medalhas de ouro.