EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

As redes sociais Whatsapp e Snapchat foram multadas na Rússia

Brittney Griner, basquetebolista norte-americana detida na Rússia
Brittney Griner, basquetebolista norte-americana detida na Rússia Direitos de autor Alexander Zemlianichenko / POOL / AFP
Direitos de autor Alexander Zemlianichenko / POOL / AFP
De  Euronews
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

As redes sociais Whatsapp e Snapchat foram multadas na Rússia por recusarem colocar os dados dos utilizadores russos em servidores em solo russo

PUBLICIDADE

Um tribunal de Moscovo multou as redes sociais WhatsApp e Snapchat pela sua alegada recusa em colocar fisicamente os dados dos utilizadores russos em servidores em solo russo. A Snapchat foi multada num montante de 1 milhão de rublos, o equivalente a 17.000 euros, a WhatsApp, em 18 milhões de rublos, cerca de 300.000 euros.

Num outro caso mediático, a jornalista russa, Marina Ovsyannikova, compareceu em tribunal para a primeira audiência do julgamento em que é acusada de "desacreditar" o exército.

Ovsyannikova surpreendeu o mundo quando, no início da guerra, protestou em direto na televisão pública russa.

Num outro caso jurídico e mediático, Washington indicou que o Kremlin pode estar aberto à negociação de uma troca de prisioneiros com os Estados Unidos que envolva a estrela americana do basquetebol Brittney Griner.

O Secretário de Estado norte-americano, Antony Blinken, disse na quarta-feira que Washington tinha oferecido à Rússia um acordo que traria para casa Griner e outro americano encarcerado, Paul Whelan. Mas Dmitry Peskov respondeu que as trocas de prisioneiros eram tipicamente negociadas discretamente nos bastidores.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Jornalista russo-americana condenada a seis anos e meio de prisão

Tribunal russo condena jornalista do Wall Street Journal a 16 anos de prisão por espionagem

Estónia: proposta de estudo conjunto com a Rússia sobre o leito do rio Narva