EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

Exportações de cereais da Ucrânia aceleram com mais 8 cargueiros

Oito navios de cereais que partem da Ucrânia
Oito navios de cereais que partem da Ucrânia Direitos de autor Diritti d'autore TURKISH DEFENCE MINISTRY/AFP or licensors
Direitos de autor Diritti d'autore TURKISH DEFENCE MINISTRY/AFP or licensors
De  euronews
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Navio ucraniano chega à Turquia.

PUBLICIDADE

O Razoni, ainda não chegou ao seu destino: Trípoli, no Líbano. Este é o primeiro de oito navios de cereais que saem da Ucrânia. De acordo com a embaixada ucraniana, o Líbano recusou-se a aceitar as 26 mil toneladas de milho devido ao atraso de cinco meses na entrega. A Ucrânia está agora à procura de outro interessado na carga.

"Chegámos a Tripoli mas a recepção do primeiro navio carregado com milho de Odessa será atrasada", aguardamos a conclusão do processo de negociação a nível comercial. Mais vinte navios preparam-se para deixar o porto depois deste - disse o Embaixador da Ucrânia no Líbano, Ihor Ostash, numa publicação nas redes sociais".

O primeiro a chegar foi o Polarnet, um cargueiro que transportava 12 mil toneladas de milho, que foi descarregado na segunda-feira em Derince, na Turquia.

Os três navios receberam uma rota pré-determinada do centro de coordenação conjunta, com latitudes, longitudes e posições. Com 17 pontos de passagem até à chegada a Istambul, de curto, médio e longo alcance. Estas eram naturalmente zonas perigosas, corredores, que tinham sido desobstruídos - desminados.
Ahmet Yucel Alibeyler
Capitão - Polarnet

A partida dos oito navios acontece depois de um acordo entre a Ucrânia e a Rússia, com a Turquia como mediador. O acordo pretende reduzir o risco de uma crise alimentar global causada pela limitação das exportações de cereais, desde a invasão russa da Ucrânia.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Guterres quer cereais russos nos mercados

Ativistas denunciam projeto de lei do partido de Erdogan que prevê abate de cães vadios "agressivos"

Temperaturas na Roménia atingem os 40°C à sombra