Angolanos aguardam eleições de dia 24

Assembleia de voto
Assembleia de voto Direitos de autor AMPE ROGÉRIO/ 2022 LUSA - Agência de Notícias de Portugal, S.A.
De  João Peseiro Monteiro
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Campanha eleitoral na reta final com pouco mais de uma semana para convencer os eleitores

PUBLICIDADE

Angola entra na reta final da campanha eleitoral, para as eleições gerais do dia 24.

O presidente cessante, João Lourenço, do MPLA, partido que está no poder há 47 anos, pretende renovar o seu primeiro mandato. O principal opositor é Adalberto da Costa Júnior, cabeça de lista da UNITA. Nunca tinha sido candidato à presidência.

Oito listas concorrem ao escrutínio. Os eleitores da capital, Luanda, aguardam o dia do sufrágio.

“Eu acho muito bom, acho que as eleições servem para que o povo possa escolher aquele que lhe pode representar, não é? E isso tem que ver com a democracia”, afirma uma transeunte luandesa.

Um estudante de 22 anos, que ainda era muito jovem para votar em 2017, sublinha o surgimento de candidaturas inéditas:

“Com a entrada de novos candidatos isso vai permitir também novas políticas. Vamos olhar para um país antigo, uma Angola antiga, ou atual, e vamos ver aonde queremos, na verdade, ir. Porque isto aqui é o que nos importa, aonde é que estamos a caminhar.”

E o caminho que todos desejam é o que conduz a uma vida melhor.

As eleições do dia 24 elegem o parlamento, com 220 deputados, e o presidente da república, o cabeça de lista do partido mais votado.

Estão inscritos 14.399.391eleitores. Pela primeira vez é possível votar no estrangeiro.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Presidente Lourenço pede novo voto de confiança no MPLA

Angola vai a votos a 24 de Agosto

Moldova denuncia esforços da Rússia para influenciar referendo sobre UE