This content is not available in your region

Tensão crescente entre a Turquia e a Grécia

Access to the comments Comentários
De  Maria Barradas  com Agências
euronews_icons_loading
Encontro em Atenas entre a Ministra dos Negócios Estrangeiros de França e o seu homólogo grego
Encontro em Atenas entre a Ministra dos Negócios Estrangeiros de França e o seu homólogo grego   -   Direitos de autor  Thanassis Stavrakis/The Associated Press

A tensão é crescente entre Ancara e Atenas e Erdogan disse recentemente que "a Turquia poderá chegar de repente, uma noite...", deixando uma ameaça velada de ataque em território grego.

Após um encontro com a a homóloga francesa, o chefe da diplomacia grega, Nikos Dendias, deixou um recado ao país vizinho: "Aconselho qualquer pessoa que sonhe com ataques e conquistas a pensar 3 ou 4 vezes. Somos suficientes para defender a nossa pátria, a independência territorial e a integridade".

A ministra dos Negócios Estrangeiros de França, Catherine Colonna, manifestou o apoio incondicional de Paris à Grécia.

"Sem hesitação, a França tem estado sempre ao lado da Grécia e de Chipre quando é necessário e quando os ataques à soberania podem ser uma tentação para os países vizinhos, por isso estivemos sempre ao lado da Grécia e continuaremos a estar", afirmou.

Ancara diz que a Grécia está a violar acordos internacionais ao militarizar ilhas próximas da Turquia e acusa as defesas aéreas gregas de bloquearem os aviões de caça turcos durante os exercícios da NATO sobre o Mediterrâneo oriental.

De visita à Bósnia, Erdogan clarificou a ameaça: "Quando dizemos que podemos vir subitamente à noite, significa que podemos vir subitamente uma noite. Porque é que eu disse isto? Eles têm estas ilhas nas mãos... E nestas ilhas existem bases e muito mais, e se as ameaças ilegais continuarem, então a paciência também chegará ao fim".

Atenas acusa, por seu turno, os os militares turcos de violarem repetidamente o espaço aéreo e as águas gregas.

O ministro dos Negócios Estrangeiros diz: só este ano "houve 6.100 violações do nosso espaço aéreo, 157 sobrevoos de território grego e 1.000 violações das nossas águas territoriais".

A Turquia e a Grécia têm disputas de décadas sobre uma série de questões, incluindo reivindicações territoriais no Mar Egeu e desacordos sobre o espaço aéreo.

A fricção entre os vizinhos, já levou os dois membros da NATO a ficarem à beira da guerra três vezes no último meio século.

Erdogan enfrenta eleições no próximo ano, tal como o primeiro-ministro grego Kyriakos Mitsotakis, e uma retórica crescente contra a Grécia tende a reunir as bases nacionalistas.