This content is not available in your region

A mãe, o sucessor direto e o filho Harry no primeiro discurso de Carlos III

Access to the comments Comentários
De  euronews
euronews_icons_loading
Rei Carlos III na primeira audiência com a primeira-ministra Liz Truss, no Palácio de Buckingham
Rei Carlos III na primeira audiência com a primeira-ministra Liz Truss, no Palácio de Buckingham   -   Direitos de autor  Yui Mok/Pool photo via AP

Foi com emoção que Carlos III falou da mãe, que faleceu na quinta-feira.

No primeiro discurso enquanto Rei do Reino Unido, Carlos enalteceu a vida bem vivida de Isabel II e, "tal como a própria Rainha fez com tanta inabalável devoção", também ele prometeu "defender os princípios constitucionais" do país.

Eis um resumo do discurso:

"Dirijo-me a vós com profundo pesar. Ao longo de toda a vida, Sua Majestade, a Rainha, a minha querida mãe, foi uma inspiração e um exemplo para mim e para toda a minha família.

"Devemos-lhe a mais sentida dívida. Qualquer família pode estar em dívida à respetiva mãe, pelo amor, pela afetuosa orientação, compreensão e exemplo.

"Onde quer que vivam, no Reino Unido ou reinos e territórios em todo o mundo e quaisquer que sejam os vossos antecedentes ou crenças. Empenho-me em continuar a servir-vos com lealdade, respeito e amor, como tenho feito ao longo da minha vida.

"A minha vida vai mudar, claro, à medida que for assumindo as minhas novas responsabilidades. Já não me será possível despender de tanto tempo e energias às instituições sociais que me são tão caras. Sei, no entanto, que este importante trabalho irá continuar, em mãos confiáveis de outros."

Carlos III referiu ainda que Camilla, a rainha consorte, estará à altura do desafio. Expressou o amor pelos filhos, pelo herdeiro, William, que agora assume o título de Príncipe de Gales e também por Harry que, com Meghan, continua a construir a sua vida no exterior.

Carlos é proclamado rei este sábado, aos 73 anos, no Palácio de St. James. Não se sabe ainda qual será a data da cerimónia de coroação.