This content is not available in your region

Rússia já não detém controlo total de nenhuma das regiões ucranianas anexadas

Access to the comments Comentários
De  Euronews
Vladimir Putin, Presidente da Rússia.
Vladimir Putin, Presidente da Rússia.   -   Direitos de autor  Gavriil Grigorov/Sputnik   -  

A **Rússia já não detém o controlo total de nenhuma das quatro regiões ucranianas anexadas (Donetsk, Luganks, Kherson e Zaporijia),**na semana passada, após o avanço da contraofensiva da Ucrânia, na região de Kherson, no sul do país e também no leste do país.

Os avanços desta segunda-feira foram confirmados pelas autoridades russas nomeadas em Kherson e também por Volodymyr Zelenskyy, no seu habitual discurso à nação.

Há novas povoações libertadas em várias regiões.
Volodymyr Zelenskyy
Presidente da Ucrânia

“Hoje, o movimento ofensivo do nosso exército e de todos os nossos defensores continuou. Há novas povoações libertadas em várias regiões. Os combates ferozes continuam em muitas áreas da frente - mas a perspetiva destas hostilidades permanece óbvia – cada vez mais ocupantes tentam escapar, o exéercito inimigo sofre cada vez mais baixas e há um entendimento crescente de que a Rússia cometeu um erro ao ir para a guerra contra a Ucrânia”, disse o chefe de Estado ucraniano.

A Rússia já anunciou, esta segunda-feira, que vai “consultar” a população para estabelecer as fronteiras das regiões de Kherson e Zaporijia

Seth Wenig/Copyright 2016 The Associated Press. All rights reserved.
Dmitry Peskov, porta-voz do Kremlin.Seth Wenig/Copyright 2016 The Associated Press. All rights reserved.

Dmitry Peskov, porta-voz do Kremlin, disse que ainda não foi tomada nenhuma decisão oficial sobre esta matéria nestas duas regiões.

“As Repúblicas Populares de Luganks e Donetsk são incorporadas nas fronteiras de 2014. Quanto a Kherson e Zaporijia, continuaremos a consultar os residentes destas regiões nas fronteiras”, salientou o responsável russo.

As duas câmaras do Parlamento russo já ratificaram a adesão das quatro regiões ucranianas (Kherson, Zaporijia, Donetsk e Lugansk) à Federação russa. A anexação destes territórios é condenada pela comunidade internacional.