EventsEventosPodcasts
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

Franceses protestam contra inflação

Milhares de pessoas saíram às ruas de Paris em protesto
Milhares de pessoas saíram às ruas de Paris em protesto Direitos de autor Aurelien Morissard/Copyright 2022 The AP. All rights reserved.
Direitos de autor Aurelien Morissard/Copyright 2022 The AP. All rights reserved.
De  euronews
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Milhares de franceses protestam em Paris contra o aumento do custo de vida. Manifestação ocorre durante a paralisação das refinarias do país

PUBLICIDADE

Milhares de pessoas saíram este domingo às ruas de Paris em protesto contra o aumento do custo de vida.

A manifestação ocorre três semanas depois do início de uma greve nas refinarias em França, que levou à escassez de combustíveis no país e impulsionou a inflação.

A manifestação foi convocada pelos partidos de esquerda França Insubmissa, de Jean-Luc Mélenchon, apoiada pelo Partido Socialista Francês, pelos Verdes e pelos Comunistas.

Em Paris, ao lado de Mélenchon esteve também a vencedora deste ano do Prémio Nobel de Literatura, a escritora francesa Annie Ernaux.

O antigo candidato presidencial criticou as medidas de Emmanuel Macron e sublinhou o apoio do seu partido aos vários sindicatos que anunciaram a adesão ao dia nacional de greves na próxima terça-feira, que deve afetar, em especial os transportes e o setor público.

Durante a manifestação, na capital francesa, assistiram-se a alguns confrontos entre as forças de segurança e alguns manifestantes, mas sem incidentes graves.

Quatro das sete refinarias da TotalEnergies continuam paralisadas, apesar do gigante da energia anunciar um acordo de aumento salarial de 7% com dois grandes sindicatos, mas recusado pelo CGT.

O ministro francês das Costas Públicas, Gabriel Attal, afirmou, este domingo, que continuar com a greve é "inaceitável".

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Crise dos combustíveis em França põe governo e sindicatos de costas voltadas

Já falta combustível em dezenas de postos em França

Estações de serviço do grupo Total sem combustível em França