EventsEventosPodcasts
Loader
Find Us
PUBLICIDADE

Protestos contra notícias dos canais públicos na Hungria

Manifestantes protestam contra cobertura noticiosa do canal público húngaro, MTVA, em Budapeste, Hungria
Manifestantes protestam contra cobertura noticiosa do canal público húngaro, MTVA, em Budapeste, Hungria Direitos de autor Szilard Koszticsak/MTI - Media Service Support and Asset Management Fund
Direitos de autor Szilard Koszticsak/MTI - Media Service Support and Asset Management Fund
De  Euronews com AP
Publicado a Últimas notícias
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Manifestantes reuniram-se em Budapeste para contestar o que dizem ser uma cobertura tendenciosa a favor do governo de Viktor Orbán.

PUBLICIDADE

Cerca de 1500 manifestantes reuniram-se, esta sexta-feira, em Budapeste, junto à sede MTVA, a empresa pública húngara de comunicação social, contra o que dizem ser uma cobertura tendenciosa das notícias e propaganda paga pelo Estado para favorecer o governo de Viktor Orbán

Os participantes nos protestos exigiram ainda a substituição do diretor da empresa.

Um dos exemplos dados pelos manifestantes é o da recente onda de protestos dos professores e estudantes húngaros exigindo melhores condições de trabalho e um aumento dos salários que, apesar de atrair dezenas de milhares de pessoas, tem estado a ser ignorada pelos média públicos. 

Em setembro, a União Europeia (UE) declarou que a Hungria se tinha tornado "num regime híbrido de autocracia eleitoral" sob a liderança de Orbán e que o enfraquecimento dos valores democráticos defendidos pelo bloco tinha levado a Hungria para fora da comunidade das democracias. 

O governo de Orbán enfrenta sanções financeiras impostas pela UE devido a questões de corrupção e violações do Estado de direito.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Manifestação na Hungria em defesa da Educação

UE recomenda suspensão de 7,5 mil milhões de euros de ajuda à Hungria

Televisão pública húngara emite debate político pela primeira vez em 18 anos