Milhares de pessoas manifestam-se em Londres pelo direito à greve

Access to the comments Comentários
De  Euronews
ddfff
ddfff   -   Direitos de autor  UK Parliament/Jessica Taylor/UK PARLIAMENT

Em Londres, milhares de pessoas sairam às ruas, nas imediações de Downing Street, para protestar pelo direito à greve

Em causa, um novo projeto de lei controverso, que pretende implementar legislação em todo o Reino Unido, à exceção da Irlanda da Norte, para obrigar os trabalhadores grevistas de setores chave, como é o caso dos serviços de emergência ou funcionários ferroviários, a prestarem serviços mínimos durante períodos de greve.

O projeto de lei já passou a fase das duas primeiras leituras na Câmara Baixa do Parlamento. Falta agora uma terceira leitura, antes de passar à Câmara Alta.

O executivo britânico também decidiu vetar uma lei escocesa destinada a facilitar a mudança de género, uma decisão que inflama ainda mais a tensão entre os dois países.

Stephen Flynn, líder do Partido Nacional Escocês, recordou que a lei "conseguiu uma maioria de dois terços a apoiar o parlamento nacional da Escócia", manifestando depois desagrado pela decisão do executivo de Londres.

É um ultraje à democracia que o parlamento do Reino Unido esteja a tentar derrubar isso
Stephen Flynn
Líder do Partido Nacional Escocês

A primeira-ministra da Escócia, Nicola Ferguson, disse no Twitter que esta decisão se trata de “um ataque frontal ao parlamento escocês democraticamente eleito e à sua capacidade de tomar as suas próprias decisões sobre assuntos descentralizados”.

Trata-se da primeira vez que o governo britânico veta uma lei aprovada no parlamento de Edimburgo, desde a autonomia da Escócia.