Milhares de pessoas manifestam-se em Londres pelo direito à greve

ddfff
ddfff Direitos de autor UK Parliament/Jessica Taylor/UK PARLIAMENT
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button

Em causa, um novo projeto de lei controverso, que pretende implementar legislação para obrigar os trabalhadores grevistas de setores chave, como é o caso dos serviços de emergência, a prestarem serviços mínimos durante períodos de greve.

PUBLICIDADE

Em Londres, milhares de pessoas sairam às ruas, nas imediações de Downing Street, para protestar pelo direito à greve

Em causa, um novo projeto de lei controverso, que pretende implementar legislação em todo o Reino Unido, à exceção da Irlanda da Norte, para obrigar os trabalhadores grevistas de setores chave, como é o caso dos serviços de emergência ou funcionários ferroviários, a prestarem serviços mínimos durante períodos de greve.

O projeto de lei já passou a fase das duas primeiras leituras na Câmara Baixa do Parlamento. Falta agora uma terceira leitura, antes de passar à Câmara Alta.

O executivo britânico também decidiu vetar uma lei escocesa destinada a facilitar a mudança de género, uma decisão que inflama ainda mais a tensão entre os dois países.

Stephen Flynn, líder do Partido Nacional Escocês, recordou que a lei "conseguiu uma maioria de dois terços a apoiar o parlamento nacional da Escócia", manifestando depois desagrado pela decisão do executivo de Londres.

É um ultraje à democracia que o parlamento do Reino Unido esteja a tentar derrubar isso
Stephen Flynn
Líder do Partido Nacional Escocês

A primeira-ministra da Escócia, Nicola Ferguson, disse no Twitter que esta decisão se trata de “um ataque frontal ao parlamento escocês democraticamente eleito e à sua capacidade de tomar as suas próprias decisões sobre assuntos descentralizados”.

Trata-se da primeira vez que o governo britânico veta uma lei aprovada no parlamento de Edimburgo, desde a autonomia da Escócia.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Governo britânico apresenta orçamento do Estado num período de greves sucessivas

Londres, Roma e Lyon defendem direitos das mulheres no Irão

Protestos em Londres contra o elevado custo de vida