Autoridades ucranianas investigam circunstâncias de queda de helicóptero que fez 14 mortos

Access to the comments Comentários
De  Euronews
Local de queda de helicóptero em Brovary
Local de queda de helicóptero em Brovary   -   Direitos de autor  SERGEI SUPINSKY/AFP or licensors

As tragédias humanas multiplicam-se na Ucrânia.

A queda de um helicóptero, esta quarta-feira, em Brovary, a leste de Kiev, provocou a morte de pelo menos 14 pessoas e fez 25 feridos.

O ministro do Interior da UcrâniaDenys Monastyrsky, foi uma das vítimas mortais.

Há ainda a lamentar a morte de uma criança porque o aparelho, um Super Puma EC-225, caiu perto de uma creche e de um edifício residencial. Outras 11 crianças ficaram feridas.

Glib Kasyan acabou por ajudar algumas crianças. O jovem estudante do ensino secundário disse: "ajudámos três crianças. Uma tinha queimaduras na cabeça. Verificámos se ele estava bem. Outra era uma menina. Tinha cortes e ferimentos. Tratámos as feridas com água oxigenada, fizemos curativos, demos-lhes doces e colocámos desenhos animados. Depois encontrámos os pais e os professores deles."

Anna, mãe de uma criança que se encontrava na creche, só quer esquecer este episódio negro.

"Tínhamos uma criança na creche. Ela está viva, graças a Deus. É chocante. Viemos para aqui de Dymerka, onde a nossa casa foi afetada em março do ano passado. É chocante. O que é importante é que o nosso filho está vivo", ressalvou.

As autoridades estão a investigar as circunstâncias do acidente.

Além do ministro do Interior da Ucrânia, morreu também o vice-ministro do Interior, Yevhen Yenin, e o secretário de Estados dos Assuntos Internos, Yurii Lubkovich.

O presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelenskyy, falou numa "terrível tragédia."