EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

Participação russa causa polémica em reunião da OSCE

Lituânia e Ucrânia boicotam assembleia da OSCE
Lituânia e Ucrânia boicotam assembleia da OSCE Direitos de autor ALEX HALADA/AFP or licensors
Direitos de autor ALEX HALADA/AFP or licensors
De  euronews
Publicado a Últimas notícias
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

A decisão austríaca de permitir que uma delegação russa viajasse para Viena, para participar na assembleia da Organização para a Segurança e Cooperação na Europa (OSCE) levou a que a Ucrânia e a Lituânia boicotassem a reunião.

PUBLICIDADE

A decisão austríaca de permitir que uma delegação russa viajasse para Viena, para participar na assembleia da Organização para a Segurança e Cooperação na Europa (OSCE) levou a que a Ucrânia e a Lituânia boicotassem a reunião.

"Os nossos membros do Parlamento não querem sentar-se na mesma sala ou no mesmo edifício onde estão representantes russos, que instigaram, apoiaram e continuam a promover a guerra na Ucrânia. Mais de oitenta deputados de 20 países escreveram uma carta aos líderes do Parlamento austríaco e do Governo a pedir especificamente para não emitirem vistos e reconsiderarem esta decisão", frisou Vaidotas Verba, embaixador lituano junto da OCDE. 

A Polónia e a Grã-Bretanha recusaram recentemente que parlamentares russos viajassem para eventos da OSCE. Mas segundo o governo austríaco, como sede oficial da Organização para a Segurança e Cooperação na Europa, a Áustria é obrigada pela lei internacional a emitir vistos para todas as delegações.

"A OSCE é uma plataforma central para a diplomacia e para o diálogo permanente entre todos os Estados participantes. A Rússia e a Ucrânia também continuam a ser Estados participantes. Parece-me importante e correto que esta plataforma para o diálogo continue a ser apoiada", explicou a porta-voz do Ministério dos Negócios Estrangeiros da Áustria, Gabriele Juen. 

"Precisamente no aniversário do início da guerra na Ucrânia, deputados russos e ocidentais vão reunir-se na sede da OSCE em Viena. Originalmente, a maior organização de segurança regional do mundo foi fundada, em primeiro lugar, para impedir que uma tal guerra acontecesse", conclui o correspondente da Euronews em Viena,  Johannes Pleschberger.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Deputados russos na reunião da OSCE

Explosão de trotinete elétrica provoca incêndio na Lituânia

Polónia e Lituânia apelam ao apoio da UE e da NATO para defender as suas fronteiras