Deputados russos na reunião da OSCE

Polémica na reunião da OSCE
Polémica na reunião da OSCE Direitos de autor Heinz-Peter Bader/Copyright 2023 The AP. All rights reserved
Direitos de autor Heinz-Peter Bader/Copyright 2023 The AP. All rights reserved
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Muitos participantes abandonaram os trabalhos durante a intervenção da delegação Russa

PUBLICIDADE

A presença de deputados russos na reunião da Organização para a Segurança e Cooperação na Europa(OSCE) continua a gerar polémica.

Pela primeira vez, enviados de Moscovo foram autorizados a viajar dentro da União Europeia. No encontro em Viena, muitos participantes abandonaram os trabalhos durante a intervenção da delegação Russa.

Rihards Kols, delegado da Letónia, disse que "é uma vergonha" aceitar uma delegação "constituída por membros que são indivíduos sancionados que votaram para anexar territórios de países independentes: Donbas, Kherson, Zaporíjia, Luhansk". "Estes são os princípios que esta instituição foi encarregada de proteger e guardar", sublinhou Kols.

Os deputados russos não foram convidados para reuniões anteriores, no Reino Unido e na Polónia. Mas a Áustria, como país anfitrião da organização, afirma estar vinculada por um "acordo internacional".

Margareta Cederfelt, presidente da Assembleia Parlamentar da OSCE, admitiu a dificuldade em sentar-se "com parlamentares russos que apoiaram cegamente a guerra do Kremlin", mas considerou que "é importante que os deputados russos ouçam a nossa mensagem”.

Reunidos em frente à sede da OSCE, manifestastes denunciaram a presença dos deputados russos e os crimes de guerra de Vladimir Putin.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Participação russa causa polémica em reunião da OSCE

Encontro da OSCE dominado pela guerra na Ucrânia

Comissão dos EUA da OSCE acusa Suíça de esconder ativos russos