Ucrânia diz ter destruído 130 tanques e blindados russos em Vuhledar

Soldado ucraniano dentro de veículo blindado, na região de Vuhledar
Soldado ucraniano dentro de veículo blindado, na região de Vuhledar Direitos de autor Evgeniy Maloletka/Copyright 2020 The AP. All rights reserved
Direitos de autor Evgeniy Maloletka/Copyright 2020 The AP. All rights reserved
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Kiev fala em importantes perdas para a Rússia mas também admite retirada estratégica de Bakhmut

PUBLICIDADE

A batalha por Vuhledar, no sul da Ucrânia, estará a revelar-se desastrosa para a Rússia. 

O Exército ucraniano diz ter destruído pelo menos 130 tanques e veículos blindados russos em três semanas de combates e difundiu imagens capturadas por drone que diz mostrarem um tanque russo visado na semana passada na região.

As informações não foram ainda verificadas de forma independente, mas o que é certo é que os bombardeamentos russos deixaram um rasto de destruição em Vuhledar.

Ucranianos poderão retirar de Bakhmut

Mais a norte, a cidade de Bakhmut continua a servir de exemplo à determinação ucraniana face ao invasor russo, mas Kiev admite agora a hipótese de uma retirada estratégica, com um conselheiro do presidente Volodymyr Zelenskyy a frisar que não estão dispostos a "sacrificar [aí] todos os [seus] homens".

Zelenskyy diz que "inverno terminou"

A Ucrânia diz ter vencido o "terror invernal" e Zelenskyy afirmou, no discurso quotidiano, que, apesar de ter sido "muito difícil", o inverno mais rigoroso "terminou" e que Kiev foi capaz de "fornecer energia e aquecimento" aos ucranianos.

Mas, a 10 quilómetros de Bakhmut, na cidade de Chasiv Yar, o dia a dia continua pautado pelas dificuldades da vida num teatro de guerra. Sem aquecimento, os residentes tentam reparar o que foi destruído.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Estados Unidos vão enviar nova ajuda a Ucrânia e Zelenskyy avisa o Kremlin

Moscovo e Kiev acordam trocar 48 crianças deslocadas pela guerra

Biden promete que pacote de ajuda militar e financeira à Ucrânia chegará "rapidamente"