Cronologia de uma vaga de bombardeamentos em 10 imagens

Mísseis lançados pela Rússia vistos de madrugada em Kharkiv, na Ucrânia
Mísseis lançados pela Rússia vistos de madrugada em Kharkiv, na Ucrânia Direitos de autor Vadim Belikov/Copyright 2023 The AP. All rights reserved.
Direitos de autor Vadim Belikov/Copyright 2023 The AP. All rights reserved.
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button

O território ucraniano foi alvo, na madrugada e manhã desta quinta-feira, de uma das mais vastas campanhas de bombardeamentos russos das últimas semanas

PUBLICIDADE

A Ucrânia viveu, na madrugada e manhã de hoje, uma das mais vastas companhas de bombardeamentos russos das últimas semanas.

Na imagem que abre este artigo, vários mísseis disparados desde a região russa de Belgorod podiam ser vistos de madrugada a partir de Kharkiv, na Ucrânia.

A capital ucraniana, Kiev, não escapou aos ataques russos.

SERGEI SUPINSKY/AFP or licensors
Coluna de fumo resultante de ataque com míssil russo em KievSERGEI SUPINSKY/AFP or licensors

Tal como em ocasiões anteriores, muitos residentes de Kiev reagiram às sirenes de alarme procurando refúgio nas estações subterrâneas da rede de metro da capital.

DIMITAR DILKOFF/AFP or licensors
Civis refugiados numa estação de metro durante ataque contra KievDIMITAR DILKOFF/AFP or licensors

Vários fragmentos de mísseis russos cairam nomeadamente junto a um edíficio residencial. No local, bombeiros extinguiam as chamas, enquanto a polícia estabelecia um perímetro de segurança.

SERGEI SUPINSKY/AFP or licensors
Caption Local atingido por fragmentos de mísseis russos junto a edifício residencial em KievSERGEI SUPINSKY/AFP or licensors
GENYA SAVILOV/AFP or licensors
Bombeiro apaga chamas num carro danificado por míssil russo em KievGENYA SAVILOV/AFP or licensors

Atrás do cordão de segurança, residentes de Kiev debatiam o sucedido e esperavam a autorização para passar e retomar o quotidiano, pautado há mais de um ano pelos ataques russos.

SERGEI SUPINSKY/AFP or licensors
Residente junto a cordão de segurança em KievSERGEI SUPINSKY/AFP or licensors
SERGEI SUPINSKY/AFP or licensors
Residentes junto a cordão de segurança em local atingido por mísseis russosSERGEI SUPINSKY/AFP or licensors

Em vários edifícios, eram visíveis os danos provocados pelos ataques des madrugada e manhã que visaram a capital ucraniana.

GENYA SAVILOV/AFP or licensors
Residente observa a partir de varanda em edifício com janelas danificadas por ataque russoGENYA SAVILOV/AFP or licensors
SERGEI SUPINSKY/AFP or licensors
Residente de Kiev observa danos junto a ambulânciaSERGEI SUPINSKY/AFP or licensors

Habituados às sirenes de alarme e aos ataques do invasor russo, muitos residentes da capital retomam rapidamente as atividades quotidianas na zona visada esta manhã.

SERGEI SUPINSKY/AFP or licensors
Mulher ucraniana e o filho saem de casa, depois de ataque russo em KievSERGEI SUPINSKY/AFP or licensors

Na sequência da mais recente vaga de bombardeamentos, cerca de 40% da população da capital viu-se privada de aquecimento, segundo as autoridades locais.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Pelo menos 13 mortos e 61 feridos em ataque russo à cidade ucraniana de Chernihiv

Aos 79 anos, Olga despede-se da sua casa destruída por um ataque aéreo russo

Rússia mantém vaga de bombardeamentos sobre leste da Ucrânia