Trump vai hoje a tribunal

Manifestante anti-Trump junto à Trump Tower, em Nova Iorque
Manifestante anti-Trump junto à Trump Tower, em Nova Iorque Direitos de autor ANDREW CABALLERO-REYNOLDS/AFP or licensors
Direitos de autor ANDREW CABALLERO-REYNOLDS/AFP or licensors
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Advogados dizem que ex-presidente vai declarar-se "inocente" de acusações ligadas a suborno de atriz pornográfica

PUBLICIDADE

Donald Trump chegou esta segunda-feira a Nova Iorque, onde vai comparecer em tribunal para enfrentar acusações ligadas ao pagamento efetuado à atriz pornográfica Stormy Daniels, para esconder uma relação extraconjugal.  

O ex-presidente dos Estados Unidos passou a noite na "suite" privativa da Trump Tower a preparar com os advogados a audiência de hoje.

É o primeiro chefe de Estado norte-americano a enfrentar um processo criminal.

O Departamento de Polícia de Nova Iorque levantou o nível de alerta e ordenou aos 36.000 agentes para estarem de uniforme e prontos a ser mobilizados, face à possibilidade de protestos, tanto por parte de apoiantes, como detratores de Trump.

Eric Adams, presidente da Câmara de Nova Iorque:"A nossa mensagem é clara e simples: controlem-se. A cidade de Nova Iorque é a nossa casa, não um terreno de jogo para raiva inoportuna. Somos a mais segura metrópole da América porque respeitamos o Estado de Direito na cidade de Nova Iorque."

Os detalhes exatos das acusações contra Trump não são ainda conhecidos, mas os advogados já disseram que o ex-presidente se declarará como inocente. 

O pagamento a Stormy Daniels, em si, não é ilegal, mas Trump classificou-o como uma despesa de negócio e a falsificação de registos comerciais é ilegal em Nova Iorque.

Trump deverá regressar à sua residência na Flórida, depois do tribunal o libertar sob fiança.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Homem imolou-se no exterior do tribunal onde Donald Trump está a ser julgado

Trump recebeu presidente polaco em Nova Iorque para reunião "amigável"

Processo de seleção do júri promete atrasar julgamento de Trump