EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

Justiça retira acusações de homicídio involuntário contra Alec Baldwin

As acusações de homicídio involuntário contra o ator norte-americano, Alec Baldwin, foram retiradas
As acusações de homicídio involuntário contra o ator norte-americano, Alec Baldwin, foram retiradas Direitos de autor Jordan Strauss/Jordan Strauss/Invision/AP
Direitos de autor Jordan Strauss/Jordan Strauss/Invision/AP
De  Euronews
Publicado a Últimas notícias
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Os procuradores do Novo México decidiram retirar as acusações de homicídio involuntário contra Alec Baldwin, pela morte da cineasta Halyna Hutchins

PUBLICIDADE

A acusação contra Alec Baldwin por causa do tiro fatal que matou a cineasta Halyna Hutchins, durante as filmagens de "Rust", vai ser retirada.

Segundo o advogado do ator, os procuradores no Novo México planeiam abandonar a acusação de homicídio involuntário.

A defesa de Baldwin diz-se satisfeita e encoraja "uma investigação adequada dos factos e circunstâncias deste trágico acidente".

Baldwin disse que a arma disparou acidentalmente e que não premiu o gatilho, o que foi contrariado por um relatório forense.

Quando foi conhecida a decisão, Alec Baldwin estava no Yellowstone Film Ranch, no cenário da produção de "Rust" , cujas filmagens deveriam ser retomadas esta quinta-feira, numa nova localização no Montana, 18 meses após a morte de Halyna Hutchins.

Baldwin e a supervisora de armas do filme, Hannah Gutierrez-Reed, foram ambos acusados de homicídio involuntário nas filmagens.

O ator apontava uma pistola a Hutchins durante um ensaio, quando a arma disparou, matando Hutchins e ferindo o realizador, Joel Souza.

Baldwin disse que a arma disparou acidentalmente e que não premiu o gatilho, o que foi contrariado por um relatório forense.

Os procuradores não comentaram imediatamente o caso. Não ficou imediatamente claro se o caso será arquivado, nem se a acusação contra Gutierrez-Reed será também retirada.

Baldwin não tinha sequer viajado ainda para o Novo México para comparecer em tribunal. Tinham sido agendadas audiências probatórias para o próximo mês para determinar se deveria prosseguir para julgamento.

O ator, de 65 anos, pouco trabalhou desde que as filmagens foram interrompidas, mas nunca se escondeu. Permaneceu ativo nas redes sociais,

Os planos para retomar as filmagens foram delineados no ano passado, quando o viúvo da cineasta, Matthew Hutchins, aceitou uma proposta de acordo.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Alec Baldwin chocado e triste após provocar morte de Halyna Hutchins

Biden apoia o filho após condenação, mesmo sem indulto. "Estamos orgulhosos do homem que ele é hoje"

Armeira do filme "Rust" condenada por negligência