EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

Tribunal obriga pai biológico de 550 filhos a ficar por aqui

Homem aproveitou falta de comunicação entre bancos de esperma
Homem aproveitou falta de comunicação entre bancos de esperma Direitos de autor Wong Maye-E/AP Photo
Direitos de autor Wong Maye-E/AP Photo
De  Ricardo Figueira
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Jonathan fintou a lei que estabelece, nos Países Baixos, um limite de 25 inseminações por dador de esperma.

PUBLICIDADE

Um homem de 41 anos é já pai biológico de mais de 550 crianças, todas geradas através de inseminação artificial, e não quer ficar por aqui. Um tribunal dos Países Baixos quer impedi-lo de continuar a doar esperma e ameaça-o com uma multa de 100 mil euros se se recusar a acatar a ordem.

O homem aproveitou a falta de comunicação entre os vários bancos de esperma para contornar a lei que impõe um limite de 25 inseminações por cada dador, para evitar o risco de cruzamento entre irmãos biológicos. Em sua defesa, Jonathan diz que "apenas quis ajudar famílias com problemas de fertilidade".

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Doador de esperma que terá gerado 550 crianças enfrenta justiça

Banco de esperma para salvar pinguins-africanos

Holanda: Hospital investiga "possível erro" de troca esperma