EventsEventosPodcasts
Loader
Find Us
PUBLICIDADE

"Peace Out!" Será que é mesmo desta o adeus dos Aerosmith? Portugal e Brasil ignorados para já

Steven Tyler, dos Aerosmith, num concerto em Boston, em setembro de 2022
Steven Tyler, dos Aerosmith, num concerto em Boston, em setembro de 2022 Direitos de autor Photo by Winslow Townson/Invision/AP
Direitos de autor Photo by Winslow Townson/Invision/AP
De  Francisco Marques
Publicado a Últimas notícias
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Banda de Steven Tyler e Joe Perry atuou pela última vez em Lisboa em 2017, cancelou o concerto do ano passado e neste novo adeus limita-se à América do Norte

PUBLICIDADE

“Peace Out!”. Os Aerosmith vão despedir-se dos palcos com uma última digressão. Para já, limitada à América do Norte. Portugal e Brasil são, por enquanto, ignorados por Steven Tyler e Joe Perry.

Formado há pouco mais de meio século, o grupo rock de Boston entendeu uma vez mais estar a chegar ao fim da estrada e em setembro entra na reta final. Outra vez.

“Após 50 anos, 10 digressões mundiais e atuações para mais de 100 milhões de fãs, é chegado o momento de uma última volta”, anunciou a banda de Steven Tyler e Joe Perry, garantindo não se tratar de uma despedida, mas de uma saída de cena em paz.

A digressão agora revelada arranca a 2 de setembro em Filadélfia, nos Estados Unidos, e termina, para já, a 26 de janeiro, em Montreal, no Canadá. Pelo meio há um concerto especial de Novo Ano em Boston, a cidade onde o grupo se formou em 1970.

Os valor do preço dos bilhetes também não são conhecidos, mas estão já a ser promovidos vários "pacotes VIP" e outras "experiências para os fãs" para permitir levar os espetadores "para o nível seguinte" da participação num concerto, lê-se na página oficial do grupo.

A primeira parte dos concertos dos Aerosmith na América do Norte será assegurada pelos The Black Crowes.

Da habitual formação do grupo liderado por Steven Tyler apenas o baterista, Joe Kramer, não atuará na digressão "Peace Out!" por alegados problemas de saúde.

Nem a travessia do Atlântico nem a do Pacífico nem sequer a "descida" ao México estão para já previstas, mas também não foram ainda colocadas de parte.

Os Aerosmith e Portugal

Já atuaram três vezes em Portugal, a última a 26 de junho de 2017, no eterno Pavilhão Atlântico da Expo98, em Lisboa, já então numa digressão, "Aero Vederci Baby!", de alegada despedida dos palcos. Pelo menos dos palcos europeus.

Antes, tinham atuado na Praça de Touros de Cascais, em 1994, e no festival T99, em 1999, no Estádio do Jamor.

No ano passado, no entanto, devido à Covid-19, como explicou a promotora portuguesa Everything is New, cancelaram o regresso persistentemente remarcado de novo para o Pavilhão Atlântico, agora conhecido pelo apelido comercial Altice Arena.

O quarto concerto em Portugal começou por estar marcado para 6 de julho de 2020, foi adiado para 8 de junho do ano seguinte e, uma vez mais, para 1 de junho do ano passado.

Acabaria mesmo cancelado logo no início de 2022, numa decisão relacionada à pandemia, mas que à data prevista para o concerto coincidiu também com uma recaída de Tyler na toxicodependência, que obrigou o grupo, em maio, a suspender uma lucrativa residência em Las Vegas e todos os concertos previstos para junho e julho do ano passado.

O grupo voltaria aos palcos no final do verão, atuando ainda dezenas de vezes em palcos dos Estados Unidos, o último dos quais a 29 de novembro, em Las Vegas, onde a residência intitulada "Deuces Are Wild" havia começado a 14 de setembro.

Em dezembro, o grupo suspendeu a residência por alegada incapacidade física de Steven Tyler, de 75 anos.

O anúncio desta nova digressão de despedida acontece alguns meses após o vocalista dos Aerosmith ter sido acusado formalmente de abuso sexual de uma mulher quando ela era menor.

Terá acontecido na primeira década de existência do grupo e Julia Misley alega ter sido agredida sexualmente e manipulada pelo artista durante três anos em que o terá acompanhado em digressões, tendo inclusive, acrescenta, sido obrigado a realizar um aborto. Tyler nega todas as acusações.

O último álbum de originais dos Aerosmith, "Another Dimension", foi lançado em 2012 e, até ver, fechou uma discografia com 15.° discos de longa duração (LP).

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Dead Combo celebram o fim com digressão

Steven Tyler quer que Trump deixe de usar música dos Aerosmith

O último voo dos Aerosmith