Interpol lança campanha para identificar mulheres encontradas mortas em países europeus

AP
AP Direitos de autor Nicola Vigilanti/AP
Direitos de autor Nicola Vigilanti/AP
De  euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

A Interpol está a pedir a ajuda do público para identificar 22 mulheres cujos restos mortais foram encontrados na Alemanha, Países Baixos e Bélgica ao longo de vários anos

PUBLICIDADE

A Interpol lançou uma campanha para identificar 22 mulheres cujos restos mortais foram encontrados na Alemanha, Países Baixos e Bélgica ao longo de vários anos.

A agência internacional pediu a celebridades dos três países para participarem na campanha. Suspeita-se que a maioria das vítimas seja de casos arquivados.

Algumas das mulheres terão sido traficadas da Europa de Leste. Foram enterradas em covas rasas ou improvisadas e terão sido transportadas para esses locais, para dificultar a investigação criminal.

A Interpol espera que a publicação de imagens das mulheres e do pouco que se sabe sobre elas lhe permita obter mais informações junto do público e identificar estas mulheres. 

É a primeira vez que informação tão sensível está a ser tornada pública.

A Interpol diz que estabelecer as identidades das vítimas pode levar à detenção de suspeitos.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Líder regional do partido de extrema-direita AfD é julgado por utilizar símbolos nazis

Polícia alemã deteve dois homens suspeitos de serem espiões russos

Chanceler alemão pede à China mais abertura económica