Conselho da Europa focado em responsabilizar a Rússia

O presidente ucraniano Volodymyr Zelenskyy
O presidente ucraniano Volodymyr Zelenskyy   -  Direitos de autor  Alastair Grant/AP
De  euronews

A principal organização de defesa dos direitos humanos no continente europeu, composta por 46 Estados-membros, realiza a primeira cimeira em 18 anos.

Líderes de toda a Europa estão focados em responsabilizar a Rússia pelos danos de guerra durante uma reunião em Reiquiavique. O Conselho da Europa, composto por 46 Estados-membros, realiza a primeira cimeira em 18 anos.

E a Ucrânia, um dos Estados-membros, está no topo da agenda. A Rússia foi expulsa depois da invasão.

O presidente ucraniano, Volodymyr Zelenskyy, participou por videochamada na abertura. "Somos europeus, portanto somos livres. Somos europeus, portanto valorizamos a paz. Somos europeus, portanto, agimos com 100% das nossas forças quando se trata de proteger o nosso modo de vida. Que esta seja para sempre a regra do nosso continente."

Embora quase todas as nações europeias tenham fornecido apoio militar ou recebido refugiados da Ucrânia, o Conselho da Europa está numa posição única para coordenar o apoio legal e judicial.

"Um grande tópico será a responsabilização da Rússia pelo crime de agressão que está constantemente a cometer ao travar uma guerra na Ucrânia. Neste ponto, fico muito contente por termos o registo de danos, que é tão importante para a justiça. E a justiça é uma das pré-condições para uma paz justa", afirmou a presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen. 

Até à conclusão da cimeira, que termina esta quarta-feira, os líderes pretendem ter os esboços de um sistema de compensação em vigor para permitir que a nação atingida inicie o processo de recuperação económica.

Notícias relacionadas

Hot Topic

Saiba mais sobre

Guerra na Ucrânia