Maior exercício aéreo de sempre da NATO para mostrar o poder da Aliança a Putin

Ingo Gerhartz, tenente-general da Força Aérea Alemã, é o coordenador do exercício
Ingo Gerhartz, tenente-general da Força Aérea Alemã, é o coordenador do exercício Direitos de autor Markus Schreiber/Copyright 2023 The AP. All rights reserved
De  Verónica Romano
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Embaixadora dos EUA na Alemanha diz que exercício vai demonstrar a força da Aliança a todos os líderes mundiais, incluindo o presidente da Rússia

PUBLICIDADE

A Alemanha prepara-se para acolher o maior exercício de defesa aérea da história da NATO, que começa na próxima segunda-feira.

O "Air Defender 23" vai contar com cerca de dez mil participantes e 250 aviões de 25 países, que, de 12 a 23 de junho, vão praticar a resposta a um ataque (simulado) a um dos membros da Aliança Atlântica.

O exercício "vai demonstrar, sem sombra de dúvida, a agilidade e a rapidez da nossa força aliada na NATO como primeira resposta", disse a embaixadora dos Estados Unidos na Alemanha, Amy Gutmann, esta quarta-feira.

Só os EUA vão enviar dois mil elementos da sua Guarda Nacional Aérea e cerca de cem aviões para o treino na Alemanha.

Eu ficaria muito surpreendida se algum líder mundial não estivesse a tomar nota do que isto mostra em termos do espírito desta Aliança, o que significa a força desta Aliança. E isso inclui o Sr. Putin.
Amy Gutmann
Embaixadora dos EUA na Alemanha

Para além dos membros da Aliança, a Suécia e o Japão também vão participar no exercício.

As autoridades avisam que deverá haver algumas perturbações nos voos civis na Europa.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Rússia vai instalar armas nucleares táticas na Bielorrússia em julho

AfD rejeita acusações de propaganda pró-russa a troco de dinheiro

Centro de Colónia parcialmente evacuado devido a bomba da II Guerra Mundial