EventsEventosPodcasts
Loader
Find Us
PUBLICIDADE

Europa atingida por fenómenos meteorológicos extremos

Onda de calor na Europa
Onda de calor na Europa Direitos de autor Bernat Armangue/Copyright 2023 The AP. All rights reserved.
Direitos de autor Bernat Armangue/Copyright 2023 The AP. All rights reserved.
De  Euronews
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Os efeitos a longo prazo da vaga de calor já são evidentes nos Alpes

PUBLICIDADE

A Europa assiste a um verão de extremos, com ondas de calor e tempestades violentas.

O Norte de Itália foi atingido por chuvas e ventos fortes que derrubaram árvores e danificaram propriedades. Várias pessoas ficaram feridas em toda a região.

No Leste de França, em cidades como Dijon e Estrasburgo, aguaceiros torrenciais seguiram-se a temperaturas elevadas.

As chuvas trouxeram alívio a algumas zonas, mas grande parte do continente continua a ser dominado por uma onda de calor prolongada, como acontece na Roménia.

Em Espanha, onde nos últimos dias as temperaturas ultrapassaram os 40 graus, veem-se pessoas à noite nas praias.

Os efeitos a longo prazo da vaga de calor são evidentes nos Alpes. Os cientistas suíços afirmam que os glaciares estão a derreter a um ritmo crescente.

"Hoje em dia, quase todos os anos são anos extremos em que se regista um grande degelo. E o ponto mais alto foi atingido no verão de 2022, quando os glaciares suíços perderam cerca de 6% do seu volume total. Portanto, este foi um recorde absoluto que não pensámos que fosse possível", revela Matthias Huss, responsável pela monitorização dos glaciares na Suíça.

Os invernos mais amenos e a diminuição da queda de neve agravaram o problema na Suíça e noutros países alpinos.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Europa desespera com a onda de calor

Stonehenge intacto após ato de vandalismo de ativistas pelo clima

Incêndio nos arredores de Atenas obriga a retirar milhares de pessoas