EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

Tóquio denuncia "assédio" chinês em relação com Fukushima

(arquivo)
(arquivo) Direitos de autor AP Photo
Direitos de autor AP Photo
De  Euronews
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Japão condena ataques contra embaixada e escolas nipónicas, depois de ter começado a deitar para o mar águas contaminadas de central nuclear

PUBLICIDADE

Tóquio classifica de "extremamente lamentáveis e inquietantes" a vaga de assédio telefónico contra empresas japonesas e ataques contra a embaixada e escolas nipónicas na China, depois do Japão ter começado a deitar para o mar àguas contaminadas da central nuclear de Fukushima. 

Pequim reagiu afirmando que a China garante "a segurança" dos estrangeiros que vivem no país. Apesar do Japão garantir que a radiatividade das águas é negligenciável, a China acusa o país de ações irresponsáveis.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Agência Internacional de Energia Atómica apoia operações em Fukushima

Fukushima inicia descargas para o Pacífico esta quinta-feira

Tufão Khanun reativa alertas nas ilhas do sul do Japão