EventsEventosPodcasts
Loader
Find Us
PUBLICIDADE

Ativistas de Berlim querem organizar referendo para combater aumento constante do preço das rendas

Ativistas pretendem limitar aumento das rendas na capital alemã
Ativistas pretendem limitar aumento das rendas na capital alemã Direitos de autor Michael Sohn/AP
Direitos de autor Michael Sohn/AP
De  Patricia Tavares
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Vão propor uma lei específica que possa ser aplicada rapidamente se conseguir votos suficientes.

PUBLICIDADE

Chris Anders, vive em Berlim e gosta do bairro onde vive. Mas, como para muitos outros residentes na capital alemã, foi muito complicado encontrar uma casa dentro do seu orçamento.No espaço de um ano, morou em cinco locais diferentes. Faz parte de um grupo de ativistas. chamado Expropriate Deutsche Wohnen e Co que pretende fazer um referendo para que a cidade compre mais de duzentos mil apartamentos de grandes agências para limitar o aumento das rendas.

Há anos que os preços têm vindo a aumentar em Berlim, mas o número de habitações disponíveis tem vindo a diminuir. Os ativistas vão precisar, provavelmente, de centenas de milhares de assinaturas, para que um referendo desta natureza seja realizado. No entanto, já teve lugar uma votação não vinculativa, em 2021. A maioria estava a favor da expropriação.

Desta vez, os ativistas vão propor uma lei específica que possa ser aplicada rapidamente se conseguir votos suficientes. A guerra na Ucrânia aumentou os preços dos materiais de construção na Alemanha. Algumas empresas entraram em insolvência e outras cancelaram projetos residenciais. Alguns especialistas acreditam que este tipo de lei limitaria ainda mais a construção de novas casas.

Desta vez, os ativistas vão propor uma lei específica que possa ser aplicada rapidamente se conseguir votos suficientes. Mas há quem acredite que este tipo de lei limitaria ainda mais a construção de novas casas. Chris diz que os preços dos novos apartamentos estão fora do alcance de muitas pessoas e que está concentrado na proteção de arrendatários que correm o risco de ficarem sem casa.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

No Museu da Comida Nojenta em Berlim há iguarias para (mesmo) todos os gostos

Detido na Alemanha um dos três membros da Fação do Exército Vermelho

Refugiados ucranianos e dissidentes russos protestaram contra invasão da Ucrânia em Berlim