EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Ministro eslovaco diz que ataque a Robert Fico é prova de que país está à beira de uma guerra civil

O correspondente da Euronews na Eslováquia Gábor Tanács esteve no hospital onde Robert Fico foi submetido a uma cirurgia de urgência
O correspondente da Euronews na Eslováquia Gábor Tanács esteve no hospital onde Robert Fico foi submetido a uma cirurgia de urgência Direitos de autor Банска-Бистрица, Словакия
Direitos de autor Банска-Бистрица, Словакия
De  Gábor TanácsEuronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Em conferência de imprensa no hospital onde Robert Fico está a ser operado, o ministro da Defesa e o ministro do Interior disseram que informações iniciais indicam que ataque ao primeiro-ministro da Eslováquia tem motivações políticas.

PUBLICIDADE

O primeiro-ministro eslovaco foi atingido a tiro múltiplas vezes e sofreu um politraumatismo grave num ataque esta quarta-feira.

Os médicos continuam a lutar pela vida de Robert Fito, cujo estado de saúde permanece crítico. A cirurgia a que foi submetido de urgência ainda não tinha terminado ao fim de três horas e meia no bloco operatório.

O atirador foi detido e já foi aberta uma investigação. O governo adiantou que as informações iniciais recolhidas indicam que o ataque teve motivações políticas.

O primeiro-ministro Robert Fico está a ser tratado no hospital de Banská Bystrica.

Em conferência de imprensa no hospital, esta tarde, o ministro da Defesa e o ministro do Interior disseram que Fico ainda está a lutar pela vida.

A agressão ao primeiro-ministro chocou claramente o país e até os ministros. É uma prova da profunda divisão política que se vive na Eslováquia.

O partido de Robert Fico, SMER, foi sempre acusado de desmantelar a democracia, acusando a oposição de vender o país ao Ocidente.

Agora, Robert Kaliňák, ministro da Defesa, diz que o ataque à vida do primeiro-ministro mostra claramente que o país está à beira de uma guerra civil. 

A Presidente cessante, Zuzana Caputová, também disse que a retórica de ódio tem de ter fim no país.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

O que sabemos sobre o alegado atirador de Robert Fico?

Líderes mundiais reagem à tentativa de assassinato do PM eslovaco Robert Fico

Primeiro-ministro da Eslováquia Robert Fico "em estado crítico"