EventsEventosPodcasts
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

Voto por correspondência: dezenas de milhares de gregos em todo o mundo já votaram

Eleições Europeias
Eleições Europeias Direitos de autor Associated Press
Direitos de autor Associated Press
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

O envelope de voto tem as mesmas características de uma nota de banco, pelo que não pode ser copiado.

PUBLICIDADE

Mais de 200 000 eleitores gregos espalhados por cerca de 120 países optaram, pela primeira vez, por exercer o seu direito de voto por correspondência. A Grécia era um dos últimos países que ainda não tinha implementado este sistema.

"Para mim era muito importante, porque em primeiro lugar queria ter o meu domingo livre, em segundo lugar não sabia o que mais poderia acontecer nesse dia e queria ter a certeza de que poderia votar, e porque é um procedimento novo e queria aproveitá-lo". afirmou uma eleitora.

Para garantir o secretismo do ato eleitoral e evitar qualquer tipo de fraude, foram colocadas barreiras de segurança, como explicou à Euronews o Secretário-Geral do Interior no Ministério do Interior.

Em geral, os níveis de segurança foram melhorados. O envelope de voto anónimo tem basicamente as características de uma nota de banco. É impossível reproduzi-lo. Além disso, existem procedimentos electrónicos que garantem ao eleitor e aos representantes dos partidos o acompanhamento deste processo com transparência e integridade.
Athanasios Ballerbas
Secretário-Geral do Interior no Ministério do Interior

Entre as vantagens da reforma está o impacto ambiental muito mais reduzido, uma vez que o eleitor não recebe dezenas de boletins de voto, mas apenas um, no qual vota com base nas instruções que lhe são dadas num folheto que acompanha o boletim de voto.

A taxa de abstenção nas eleições europeias é preocupante. Na Grécia, através do voto por correspondência o governo quer eliminar os obstáculos da ida às urnas daqueles que querem votar mas que, por alguma razão objetiva, não podem. 

Resta saber se a reforma terá um impacto real na taxa de participação.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Grécia encerra Acrópole e escolas devido à primeira onda de calor do ano

Onda de calor na Grécia impede visitas à Acrópole de Atenas

Corpo de celebridade britânica encontrado na ilha grega de Symi