EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

Incêndio numa fábrica na Coreia do Sul faz pelo menos 22 mortos e seis feridos

Incêndio numa fábrica na Coreia do Sul faz pelo menos 22 mortos e seis feridos
Incêndio numa fábrica na Coreia do Sul faz pelo menos 22 mortos e seis feridos Direitos de autor AP/AP
Direitos de autor AP/AP
De  Euronews
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

O incêndio já foi extinto, segundo as autoridades locais, mas pelo menos 22 pessoas morreram. De acordo com o oficial dos bombeiros, entre os mortos estão dois coreanos e 20 estrangeiros.

PUBLICIDADE

Um incêndio numa fábrica de baterias de lítio em Hwaseong, na Coreia do Sul, fez pelo menos 22 mortos e seis feridos. De acordo com as autoridades locais, citadas pela AP, duas pessoas ficaram em estado grave.

O fogo que deflagrou na fábrica, gerida pela Aricell, começou na manhã desta segunda-feira e foi extinto no início da tarde. Entre os mortos estão dois coreanos e 20 estrangeiros, a maioria dos quais de nacionalidade chinesa, segundo o oficial dos bombeiros Kim Jin-young, citado pela AP.

Autoridades recuperaram vários corpos queimados

O oficial dos bombeiros referiu, ainda, que as equipas de salvamento recuperaram vários corpos queimados e que uma das pessoas morreu após uma paragem cardíaca. Kim Jin-young informou que na origem do incêndio está a explosão de células de bateria, que se encontravam num armazém. A fábrica tinha cerca de 35.000 células de bateria armazenadas no segundo andar.

Na fábrica estavam presentes 102 trabalhadores quando o incêndio deflagrou. O presidente da instalação, Yoon Suk Yeol, ordenou a mobilização de todo o pessoal e equipamento disponíveis para os esforços de salvamento.

Depois do fogo ter sido extinto, o primeiro-ministro sul-coreano, Han Duck-soo, visitou o local para prestar homenagem às vítimas do incidente.

As baterias de iões de lítio encontram-se em muitos produtos de consumo popular, como smartphones, veículos elétricos e computadores portáteis. No entanto, a utilização incorreta destes produtos e a possibilidade de serem constituídos por baterias antigas pode aumentar o risco de explosão.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Incêndio nos arredores de Atenas obriga a retirar milhares de pessoas

Preços do gás natural aumentam com a explosão da inteligência artificial

Pelo menos 15 feridos em explosão numa loja na Roménia