EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

Incêndio nos arredores de Atenas obriga a retirar milhares de pessoas

Incêndio nos arredores da Atenas leva à retirada de milhares de habitantes
Incêndio nos arredores da Atenas leva à retirada de milhares de habitantes Direitos de autor Thanassis Stavrakis/AP
Direitos de autor Thanassis Stavrakis/AP
De  Euronews com ΑΠΕ-ΜΠΕ
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied
Artigo publicado originalmente em grego

Incêndio deflagrou numa área desabitada mas com muita vegetação. Dezenas de bombeiros estão também a combater outro incêndio de grandes dimensões na região de Argólida.

PUBLICIDADE

Um incêndio florestal deflagrou esta quarta-feira em Koropi, nos arredores de Atenas, obrigando a retirar milhares de pessoas das zonas circundantes.

Segundo as autoridades locais, citadas pela AP, mais de 70 bombeiros, assistidos por pelo menos 10 aviões e helicópteros, estão a trabalhar para controlar o incêndio, que começou numa área desabitada coberta de vegetação.

Os ventos fortes, com rajadas até 90 quilómetros por hora, provocaram a rápida propagação das chamas e estão agora a dificultar a extinção do incêndio.  

“Temos de ter muito cuidado. Precisamos de trazer escavadoras para limpar [a vegetação seca] para não corrermos perigo. Há um grande risco de perdermos as nossas vidas e as nossas casas", disse um residente local de 25 anos, citado pela AP.

Dezenas de bombeiros estão ainda a combater outro grande incêndio na região de Argólida, no sul da Grécia, que obrigou as autoridades a retirarem a população da localidade de Dárdiza.

Estes são os mais recentes de dezenas de incêndios florestais que deflagraram na Grécia nos últimos dias, numa altura em que algumas regiões do sul da Europa estão a registar temperaturas recorde devido ao ar quente que sopra do Norte de África. Já no verão de 2023 a Grécia sofreu uma vaga de incêndios que arrasou uma superfície de 150.000 hectares e que fez 28 mortos.

Europa é o continente que está a aquecer mais rapidamente

De acordo com os especialistas, a Europa é o continente que está a aquecer mais rapidamente, com temperaturas a aumentarem a um ritmo duas vezes superior à média mundial.

Os casos de mortes relacionadas com o calor aumentaram cerca de 30% nos últimos 20 anos, sendo a população do Sul da Europa a que está mais sujeita a problemas de saúde relacionados com o stress térmico.  

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Istambul sofre vaga de calor. As altas temperaturas aumentam o risco de incêndio

Europa de extremos: onda de calor na Turquia, incêndios em Chipre e inundações em Espanha

Está a chegar a época dos incêndios florestais. Saiba o que a UE está a fazer na prevenção e combate