EventsEventosPodcast
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

Baterias defeituosas pesam nas contas da Samsung

Baterias defeituosas pesam nas contas da Samsung
Direitos de autor 
De  Patricia Cardoso com Bloomberg
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button

A Samsung poderá gastar mil milhões de dólares, o equivalente a quase 900 milhões de euros, para trocar telemóveis com baterias defeituosas.

PUBLICIDADE

A Samsung poderá gastar mil milhões de dólares, o equivalente a quase 900 milhões de euros, para trocar telemóveis com baterias defeituosas. A estimativa é avançada por analistas ouvidos pela agência Bloomberg.

Galaxy Note 7 recall could cost #samsung $1 billion https://t.co/RhQ4×5Mtuhpic.twitter.com/3uYQV9Zf7F

— Android Authority (@AndroidAuth) 5 de setembro de 2016

A isto juntam-se as perdas já sofridas na bolsa. Só a filial de baterias da Samsung já terá perdido 11% nas duas últimas semanas.

A fatura é pesada, mas para o fabricante sul-coreano de telemóveis é o preço a pagar para limitar os danos em termos de imagem.

A Samsung suspendeu, na sexta-feira, as vendas do aparelho topo de gama Note 7, lançado duas semanas antes, devido a problemas nas baterias. Estas podem incendiar-se durante o carregamento.

A empresa diz já ter vendido 2,5 milhões de aparelhos e garante que a prioridade absoluta é a segurança dos clientes.

O sucesso inicial do Galaxy Note 7 permitiu à Samsung atingir um valor recorde na bolsa de Seul e recuperar mercado face à rival Apple, que lança esta semana o novo iPhone.

Mas o problema de bateria é um golpe e os custos da operação deverão representar 5% das receitas (de 20,6 mil milhões de dólares) previstas pelo grupo para este ano.

Em Portugal, o Galaxy Note 7 ainda não está disponível e o lançamento, marcado para 9 de setembro, foi adiado, de acordo com o jornal Público.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Diretora financeira da Huawei detida no Canadá

Guerra aberta entre Bombardier e Boeing

Ryanair cancela mais voos a partir de novembro